Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Produção de alimentos causa 60% da perda de biodiversidade

Os sistemas actuais de produção de alimentos são “ineficientes” e “insustentáveis” e são responsáveis por 60% da perda de biodiversidade ao nível global e por 24% das emissões de gases do efeito estufa, alertou nesta quarta-feira o Painel Internacional de Recursos (IRP, na sua sigla em inglês).

O desmatamento para agricultura, a superexploração de pesca e a contaminação de solos e aquíferos são algumas das causas directas da perda de biodiversidade, às quais é preciso somar o impacto da mudança climática produzido pelo uso de combustíveis fósseis.

No seu último relatório, apresentado no marco da Assembleia das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEA), o painel de especialistas aposta por modificar todos os elos da cadeia de fornecimento, desde a produção até ao transporte e a venda, para reduzir a marca ecológica e combater a fome.

“A perda de biodiversidade, a mudança climática e a degradação do solo são grandes problemas que têm um impacto directo na segurança alimentar”, afirmou o ex-comissário da UE e actual co-presidente do IRP, Janez Potonick, durante o seu discurso na Assembleia da ONU para o Meio Ambiente (UNEA).

A população mundial multiplicou-se por quatro no último século, enquanto o uso dos recursos naturais é 34 vezes maior, o que ameaça provocar danos irreparáveis no meio ambiente.

Isto, unido à crescente classe média nos países em vias de desenvolvimento, obrigará aos Governos a tomar medidas para mudar a maneira de produção de alimentos e, ao mesmo tempo, a modificar os hábitos de consumo -incluído o Primeiro Mundo.

O sistema alimentar actual criou uma situação paradoxal na qual 800 milhões de pessoas vivem abaixo do umbral da pobreza e outras 2 mil milhões têm sobrepeso, apontou o IRP.

Reduzir o consumo de produtos que requerem o uso intensivo de recursos -especialmente a carne-, apostar por cadeias de fornecimento regionais e conscientizar ao consumidor final sobre o impacto ambiental das suas decisões são algumas das propostas do relatório do painel.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!