Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

PRM deve consolidar e expandir suas conquistas – Guebuza

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, disse na segunda-feira, em Nampula, a capital da província nortenha com o mesmo nome, que o actual desafio da Polícia nacional é de consolidar e expandir as conquistas da corporação registadas durante os seus 35 anos de sua existência.

Falando por ocasião da celebração do 35/o aniversário da Polícia da República de Moçambique (PRM), que se assinalou na segunda-feira, o Comandante-Chefe das Forças de Defesa e Segurança saudou a corporação pelo seu crescimento do ponto de vista de número de elementos, pela qualidade de intervenções e operações, bem como pela sua extensão pelo território nacional.

Guebuza disse, por exemplo, que enquanto em 1975 Moçambique dependia da generosidade de países amigos para formar os seus agentes da PRM, hoje o país já está a contribuir para a formação de elementos da Polícia da região e de países amigos. “O desafio do momento e do futuro é consolidar essas conquistas e expandi-las: precisamos de mais agentes da lei e ordem e vamos continuar a recrutar; precisamos de mais valências cientificas e profissionais como são os casos de juristas de diferentes especializações, criminalistas, psicólogos, sociologos, químicos, matemáticos, economistas, gestores, engenheiros de diferentes áreas, cibernautas, entre outros peritos para deslindar os novos fenómenos de criminalidade”, disse ele.

O estadista moçambicano disse, igualmente, que o Governo vai continuar a mobilizar e a enquadrar estas e outras especialidades e a criar condições para a formação em exercício. Ele disse ser necessário expandir as subunidades e unidades policiais e apetrechá-las com meios de modo a continuarem a cumprir com a sua missão junto do povo. “Ao felicitarmos a Polícia da República de Moçambique pelos seus 35 anos, queremos deixar inscrita a exortação de continuarem a dar o seu melhor na realização da nobre missão de combate ao crime, em todas as suas diversas manifestações, e de manutenção da Lei e Ordem”, exortou Guebuza.

“Vamos continuar a fazer da ordem e segurança públicas vantagens competitivas para a atracção de investimentos necessários para a nossa vitória sobre a pobreza”, acrescentou. A anteceder a saudação do Chefe do Estado, o Comandante-Geral da PRM, Jorge Khalau, disse que, passados 35 anos após a criação da Policia, nota-se com satisfação o crescimento da consciência profissional dos membros da PRM em todas as áreas de actuação.

Por outro lado, Khalau disse que a Policia comemora o seu 35/o aniversário, com o lema “Pela Lei e Ordem, PRM – 35 anos garantindo a ordem, segurança e tranquilidades públicas”, numa altura de desenvolvimento social que arrasta consigo uma nova evolução na estrutura interna da criminalidade no país e não só.

“Na verdade, determinadas tipologias de crime são resultantes da influência da globalização, da liberalização da circulação de pessoas e bens na região, qualificadas genericamente como crimes transfronteiriços, favorecidos pela circulação e actuação de criminosos para além das fronteiras de um país “, disse o Comandante-Geral.

Assim, Khalau disse ser imperioso adoptar estratégias que propiciem respostas mais rápidas, oportunas, consistentes e consentâneas com tais desafios. Entre outras, estas respostas consistem na formação de quadros com novos padrões de conhecimento e seu apetrechamento com equipamentos e outros meios de actuação são a chave de sucesso.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!