Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

PRM desmistifica especulações informando que não existe por enquanto nenhuma pista

O Porta- Voz do Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Sofala, Mateus Mazive, desmistificou ontem as especulações que dão conta da captura de presumíveis assassinos da jovem Sara Dinis, cujo o caso macabro ocorreu recentemente na Beira, informando que não existe por enquanto nenhuma pista para neutralizar os autores, bem como informou que nenhum individuo foi detido em conexão com o caso.

O pronunciamento do porta voz da PRM em Sofala coloca nu as especulações que tem sido propaladas nos últimos dias principalmente o décimo nono bairro, Manga-Mascarenha, onde o caso se deu, segundo as quais já existem pessoas detidas indiciada pela prática do crime.

 

“Quero vos informar que toda informação que anda por aí de que já foram capturados os presumíveis assassinos da jovem no Bairro da Manga-Mascarrenha é falsa. E que a Polícia de momento não tem sequer pista dos assassinos e muito mesmo não existe pessoa nenhuma detida por envolvimento no caso de assassinato da jovem” – afirmou Mateus Mazive, para depois acrescentar que a corporação continua o seu trabalho no sentido de apurar pistas e posterior neutralização dos autores.

As especulações de captura de presumíveis assassinos da jovem apresentam- se em duas versões. A primeira versão aponta que encontra-se detido o dono da obra onde a jovem foi encontrada sem vida. A segunda versão dá conta que pelo menos um indivíduo também encontra-se detido, nomeadamente o namorado do jovem que dias antes da ocorrência teria proferido ameaças de morte numa briga provocada por ciúmes. No entanto, a Policia distancia-se das duas versões, fincando pé que ninguém encontra-se detido em conexão com esse caso. A jovem Sara Dinis, segundo publicamos, terá sido assassinada depois dos autores terem a violado sexualmente.

O seu corpo atiraram encontrou a morte após de ser agredida e violada sexualmente. O corpo para o interior de uma obra no interior do Bairro Manga-Mascarenha. O corpo foi descoberto passado dias no mesmo local. A descoberta já estado avançado de degradação foi devido a cães vadios que se aglomeravam a sua volta, os quais já haviam devorado um braço. Visto que já se apresentava em estado avançado de decomposição, o do submetido a exames médicos que poderiam determinar a verdadeira causa da morte. Entretanto, nos últimos dias o Bairro da Manga-Mascarrenha tem sido palco de ocorrência de muitos casos criminais, tais como furtos e assaltos nas residências e nas vias públicas e violação de mulheres a calada da noite.

Em relação a violação de mulheres consta que grosso das vítimas tem sido estudantes do curso nocturno. Os residentes locais queixamse de fraca iluminação pública na zona e da ausência de patrulhamento por parte da PRM, apesar de a área estar localizada entre duas esquadras, do Aeroporto e da Brigada Montada. corpo foi removido do local directamente para um cemitério particular na zona do Matongoro, sem sequer ter si

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!