Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Primeiro-ministro líbio liberto depois de raptado

O primeiro-ministro líbio, Ali Zeidan, foi liberto pelos homens armados que o haviam raptado, na madrugada da quinta-feira (10), devido ao seu suposto papel na captura, pelo Exército americano, sábado passado em Trípoli, de Abou Anas Al-Libi, responsável de Al-Qaida (organização islamita e terrorista).

A operação americana escandalizou os Líbios, nomeadamente o Conselho Nacional Geral (CNG, Parlamento) que o qualificou de “atentado conta a soberania da Líbia”.

A declaração do secretário de Estado americano, John Kerry, segundo a qual o Governo líbio deu o seu acordo sobre a operação, parece ter piorar as coisas e pode por outro lado justificar o rapto de Zeidan por ex-rebeldes.

Abou Anas al-Libi é suspeito de ter comandado atentados contra as embaixadas americanas no Quénia e na Tanzânia, a 7 de agosto de 1998, que fizeram no total 224 mortos, indica-se

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!