Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Primeiro-Ministro condena ameaças feitas pela Renamo

O Primeiro-Ministro, Alberto Vaquina, condena as ameaças proferidas esta quarta-feira (19) pela Renamo, segundo as quais vai impedir a circulação de viaturas e comboio no cento do país.

 

“Todo tipo de mensagem que possa ser contrário ao actual estágio de Moçambique deve ser condenado,” asseverou Vaquina, esta quinta-feira (20), em Maputo, momentos depois de ter recebido no seu gabinete um grupo de crianças no âmbito do 16 de Junho, Dia da Criança Africana.

Vaquina disse que é difícil compreender que um partido com representação no Parlamento moçambicano tenha dificuldade de encontrar outras formas de fazer valer as suas opiniões, a não ser ameaças.

“A democracia é a liberdade que cada um tem de expor as suas ideais, mas isso não significa que devemos concordar com as ideias dos outros,” defendeu o Primeiro-Ministro ajuntando que os moçambicanos devem condenar as ameaças e se concentraram na agena do desenvolvimento nacional.

Relativamente à visita das crianças, a mensagem de Vaquina foi no sentido de elas apostarem nos estudos, pois o futuro do país depende delas.

“Transmitimos às crianças moçambicanas uma mensagem de esperança. Que estudem, tal porque é a elas que, amanhã, cabe a responsabilidade de tomar o destino do país”, disse Vaquina, acrescentando ainda, em alusão às ameaças feitas pelo partido de Afonso Dhlakama, que as crianças não devem crescer num ambiente de ameaças.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!