Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Primeira-Dama oferece fogões a idosos

O Gabinete da Primeira-Dama da República de Moçambique, Maria da Luz Guebuza, ofereceu no domingo fogões melhorados ao Centro de Apoio a Velhice, localizado no posto administrativo de Messano, distrito de Bilene, província de Gaza, Sul do país.

Trata-se de quatro fogões que funcionam a carvão e lenha e que foram fabricados por um grupo de oleiros da província de Gaza, no âmbito de uma iniciativa do Gabinete da Primeira- Dama implementada pelo Fundo Nacional da Energia (FUNAE) Maria da Luz Guebuza disse, na ocasião, que a iniciativa surgiu depois da sua ultima visita a este centro, no passado mês de Dezembro.

Na ocasião, ela notou que havia falta de fogões na cozinha. Falando na cerimónia de entrega dos fogões, a Presidente do Conselho de Administração (PCA) do FUNAE, Mequelina Meneses, explicou que o material consome menos lenha e emite pouca fumaça. “Com estes fogões será possível poupar lenha e o tempo que se gasta a sua procura. Para além disso, as pessoas não terão problemas pulmonares por causa do fumo”, disse ela. Por seu turno, Maria da Luz Guebuza indicou que os fogões irão reduzir a desflorestação que concorre para as alterações climáticas e, por extensão, para a mudança dos ciclos de chuva e ocorrência de diversas doenças.

“O nosso trabalho visa conservar as nossas florestas porque se continuarmos a destruí-las vamos ter falta de chuva, por exemplo”, sublinhou ela, enaltecendo o trabalho do FUNEA no fabrico deste tipo de fogões. Guebuza disse estar ciente das dificuldades do centro, que alberga 17 idosos em situação difícil, mas promete trabalhar no sentido de continuar a melhorar as condições de vida daquele grupo social.

Entretanto, ainda na sua intervenção, Maria da Luz Guebuza apelou a sociedade, particularmente aos jovens e crianças, para apoiarem e valorizarem os idosos, porque, frisou, eles são repositórios de bons ensinamentos e conhecimentos da História da comunidade. Por isso, ela sugeriu que as escolas a volta do centro realizem visitas periódicas aos idosos do centro para, durante esses contactos, os alunos receberem ensinamentos dos mais velhos.

“Os idosos aqui presentes conhecem muito bem a nossa História, por isso as crianças e os jovens devem visitalos de modo a colherem esses conhecimentos”, disse Maria da Luz Guebuza.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!