Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Presidente filipino compartilha primeiro jantar com moradores de bairro pobre

O novo presidente das Filipinas, o controverso Rodrigo Duterte, compartilhou nesta quinta-feira o seu primeiro jantar como chefe de Estado com os mais moradores do bairro de Tondo, uma das zonas mais pobres e subdesenvolvidas do país.

Centenas de famílias receberam o líder, de 71 anos de idade, no complexo desportivo de Delpan, onde foi montado para o banquete longas fileiras de mesas brancas e cadeiras de plástico da mesma cor.

A secretária de Bem-Estar Social, Judi Taguiwalo, explicou à imprensa que foi um pedido pessoal de Duterte de jantar nesta noite com os pobres, que foram o centro de sua campanha eleitoral, segundo o jornal “Inquirer”.

O índice de pobreza nas Filipinas, sobre a base de 3,1 dólares diários, estava em 37,6% da população em 2012, segundo dados do Banco Mundial.

O novo líder ganhou as eleições presidenciais de 9 de Maio com mais de 16,6 milhões de votos, cerca de 7 milhões a mais que o segundo.

Duterte, que foi durante 22 anos edil de Davao, ganhou a confiança dos filipinos com a promessa de lutar contra o crime e as drogas, considerados dois dos maiores problemas do país pelos seus cidadãos.

“Sei que há quem não aprove meus métodos de luta contra o crime e contra a venda de drogas ilegais e a corrupção. Dizem que os meus métodos são pouco ortodoxos”, disse o político durante o seu discurso de posse. “Vi como as drogas ilegais destroem pessoas e famílias (…) Vi como o crime rouba dos inocentes todas suas economias”, afirmou Duterte, partidário das execuções extrajudiciais de delinquentes e narcotraficantes.

No entanto, a primeira ordem presidencial, bem recebida pela comunidade empresarial, foi para simplificar os trâmites administrativos e para respeitar todos os contratos nacionais e internacionais assinados.

O primeiro presidente das Filipinas natural da sulina ilha de Mindanao ocupará o cargo durante um mandato único de seis anos, o limite estabelecido pela Constituição filipina.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!