Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Prémios MISA-Moçambique de jornalismo

O Instituto de Comunicação Social da África Austral (MISA) está a receber, desde Março último até 22 de Abril corrente, as candidaturas para os prémios de Jornalismo sobre HIV/SIDA, Meio Ambiente e Segurança no Trabalho.

Os trabalhos devem cobrir o período que vai de 1 de Abril de 2010 a 31 de Março de 2011 e deverão estar em língua portuguesa, com o autor devidamente indentificado e entregues até às 16 horas do dia 22 de Abril de 2011, na sede do MISA-Moçambique.

Para este ano, a apreciação será realizada por um júri nomeado por aquela instituição, havendo o primeiro e o segundo prémio para cada categoria, que serão entregues em cerimónia pública a realizar-se durante a primeira semana de Maio, na cidade de Maputo.

Para o primeiro prémio constam uma estatueta, um certificado de mérito e um valor monetário de 1.500 (mil e quinhentos) dólares norte- -americanos. Ao segundo prémio cabe um certificado de mérito e um valor monetário 750 (setecentos e cinquenta) dólares norte-americanos.

A delegação moçambicana do Instituto de Comunicação Social da África Austral (MISA-Moçambique) tem como missão promover a independência, diversidade, pluralismo e auto-suficiência dos meios de comunicação no país.

Como forma de incentivar padrões cada vez mais elevados de profissionalismo na classe jornalística, o MISA- -Moçambique criou, em 2006, prémios jornalísticos nas categorias de Jornalismo sobre HIV/SIDA, Jornalismo sobre o Meio Ambiente e Jornalismo sobre Segurança no Trabalho.

Estes prémios visam reconhecer a excelência do trabalho de jornalistas moçambicanos que abordem matérias inerentes àqueles temas, nos mais diversificados ângulos e formatos, informando e trazendo a debate público diferentes pontos de vista.

Segundo o comunicado do MISA, constitui igualmente objectivo do concurso incentivar os jornalistas a preocuparem- se com o jornalismo educativo, tornando a informação um instrumento de promoção de mudança, visando o desenvolvimento de Moçambique.

Constam como condições ser profissional de órgãos de comunicação social nacionais, ser de nacionalidade moçambicana e seguir os regulamentos do MISA-Moçambique.

Além disso, podem concorrer também jornalistas dos diferentes órgãos de comunicação social que não possuam ligação profissional permanente com os organismos ligados aos prémios. Aceitam-se trabalhos de Rádio, Televisão, Jornal, Revistas e Fotojornalismo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!