Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Prelúdio da maior Feira de turismo de Àfrica

Com a febre do futebol por toda Àfrica do Sul, o povo excitado e a maioria das infra-estruturas preparadas para acolher o Campeonato do Mundo de futebol, que começa daqui a um mês, a Indaba abre as suas portas este sábado com os olhos postos nos negócios que podem ser feitos depois do troféu da FIFA ser entregue a 11 de Julho e dos adeptos e equipas de futebol deixarem o país.

{youtube}zyKk5CJUO5k{/youtube}

Oficialmente a Feira de turismo só abre as 17 horas, mas esta manhã a agitação é enorme no Centro de Conferência Albert Luthuli, grande parte dos expositores já estão a vender os seus produtos aos visitantes proveniêntes do mundo inteiro.

Este ano, devido ao aumento do número de expositores sul africanos, o espaço da Feira foi alargado e até os países africanos foram empurrados para fora da grande àrea da exposição. Neste novo espaço Quénia, Zâmbia, Botwana, Swazilândia, Namíbia, Zimbabwé, Lesotho, Tanzania, Maurícias, Ilhas Reunião e Moçambique dispoem de maior espaço para vender os seus países como destinos turísticos alternativos ao anfitrião.

Enquanto a maioria investiu mais, ampliou os seus espaços e criou mais atractivos, para captar a atenção dos milhares de visitantes e também dos jornalistas do mundo inteiro que estão em Durban o espaço dos expositores moçambicanos é igual ao do ano passado, até na decoração. Na verdade o espaço até diminuiu e os expositores são praticamente os mesmo que cá estiveram.

{youtube}6W95l2s0UJU{/youtube}

Fica-nos a dúvida sobre que estratégia é esta? Para vender o país não bastam discursos para dentro mas é preciso muito marketing e comunicação para fora.

Moçambique não tem eventos programados, pelo menos até ao momento, para esta feira. Moçambique não faz marketing do seu potencial turístico nas publicações que aqui existem, nem mesmo na revista de bordo da companhia aérea que durante os próximos meses irá transportar os cerca de 300 mil turistas que virão assistir o Mundial de futebol.

Moçambique continua a ser um paraíso desconhecido.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!