Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Preços não param de subir no Maputo

Os preços de alguns bens alimentares e não alimentares continuaram com sinais de agravamento na cidade do Maputo, na primeira quinzena de Novembro de 2011, iniciados na segunda quinzena de Outubro último, segundo resultados do trabalho de acompanhamento semanal feito pelo Banco de Moçambique (BM).

Refira-se, entretanto, que o Instituto Nacional de Estatística (INE) estimou em 0,09% o nível de crescimento da inflação, em Outubro de 2011, no país.

Entretanto, o banco central moçambicano reitera o seu apelo aos agentes económicos no sentido de providenciarem atempadamente produtos alimentares e não alimentares importados nos seus estabelecimentos para se prevenir dos casos de agravamento de preços na quadra festiva comemorativa do 25 de Dezembro de 2011, dia da Família moçambicana, e 1 de Janeiro de 2012, primeiro dia do ano.

Metica

Entretanto, ainda na primeira quinzena de Novembro último, o Metical continuou a registar ganhos nominais face às moedas dos principais parceiros comerciais, de 0,22%, em relação ao Dólar dos Estados Unidos da América (EUA), 2,33%, face ao Euro, e 4,32%, em relação ao Rand.

Já no concernente ao saldo das reservas internacionais líquidas, o BM indica que o mesmo reduziu em 13,8 milhões de dólares, fixando-se nos 2124,2 milhões de dólares, no período em análise.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!