Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Poucos mutuários devolvem o Fundo de Desenvolvimento Distrital em Moçambique

Ainda persiste a fraca devolução do dinheiro emprestado aos cidadãos nos distritos e zonas urbanas para o desenvolvimento de projectos de geração de renda. Prova disso é que dos 59.695.288 milhões de meticais alocados ao distrito de Sussundenga, na província de Manica, por exemplo, de 2007 a 2013, apenas 11.117.458.91 milhões foram recuperados atá ao terceiro trimestre do ano em curso, o que corresponde a uma taxa de reembolso de 18.6 porcento.

Em todo o país, o nível de reembolso do Fundo de Desenvolvimento Distrital (FDD) ronda os 35 porcento. Apesar da fraca devolução dos montantes, o que dificulta que os mesmos valores beneficiem a outros cidadãos, anualmente, o Governo continua a alocar os sete milhões de meticais.

A directora nacional de Planificação e Desenvolvimento Institucional no Ministério da Administração Estatal (MAE), Cândida Moiane, manifestou, esta sexta-feira (13), em Maputo, a insatisfação do Executivo por causa do problema em alusão. E disse há necessidade de consciencializar as autoridades locais para que ajudem na cobrança dos valores.

Relativamente ao atraso no pagamento de salários aos funcionários do Estado, um problema que temos estado a reportar, Cândida Moiane disse que, talvez, haja falhas no equipamento tecnológico implantado para o efeito, alguma ineficiência dos processos burocráticos e fraco domínio da plataforma em uso por parte dos recursos humanos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!