Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Porto de Nacala atrai mais utilizadores

As dificuldades que muitos portos considerados pequenos, localizados na rota do Oceano Índico e não só, tem vindo a enfrentar para receber navios de grande calado está a concorrer para que o porto de Nacala, o maior de águas profundas na África oriental, consiga tirar dividendos que se caracterizam na elevação do volume de cargas manuseadas e, consequentemente, dos lucros arrecadados nas referidas operações, segundo o respectivo director, Agostinho Langa.

Estatísticas do desempenho do porto de Nacala relativas ao primeiro trimestre do presente ano apontam para o incremento nas operações de manuseamento de carga contentorizada estimado em cerca de 70 por cento quando comparado ao período homólogo de 2010, de acordo com a nossa fonte.

O volume de carga manuseada pelo porto de Nacala nos primeiros três meses do presente ano significou cerca de 24 mil contentores, mais de dez mil unidades comparativamente ao volume de contentores tratados no período homólogo de 2010.

Agostinho Langa disse acreditar que o crescimento do volume de carga manuseada ao longo do presente ano no porto de Nacala terá tendência positiva, devida, em parte, do processo em curso de atracção de utilizadores assim como da preferência por aquele porto por parte das agências de navegação marítima influenciada pela facilidade que oferece para baldeação de cargas dos navios de grande calado para os pequenos que depois fazem o escoamento das mercadorias para os seus destinos.

Este exercício influencia a subida do volume de receitas pelo Corredor de Desenvolvimento do Norte CDN gestora do sistema ferro-portuário de Nacala aliado ao facto de que o porto vai registar um incremento do numero de entrada de navios de médio e pequeno calado para carregamento e transporte de mercadorias baldeadas dos navios de grande porte que demandam o oceano indico.

Entretanto, Agostinho Langa olha para a localização estratégica do porto de Nacala como um desafio para a sua empresa cuja concretização deve ser conseguida a curto prazo.

Existem indicações que dão conta para um incremento do fluxo de cargas contentorizadas em direcção a vários portos de países dos continentes europeu, americano e asiático.

A confirmar-se este dado, as agências de navegação irão optar por orientar navios de grande calado no sentido de usar o porto de Nacala para efectuar operações de transbordo das cargas que transportam para embarcações de dimensões relativamente menores, reduzindo as dificuldades de acostagem nos portos de destino.

Para capitalizar estas oportunidades, o CDN pensa em melhorar a rapidez e produtividade das operações portuárias, o que pressupõe a aquisição e montagem de pórticos com capacidade de manusear 22 contentores por hora contra dez da que se encontra actualmente instalada no porto de Nacala.

No entanto, a montagem de pórticos no porto de Nacala, um equipamento moderno e eficiente no respectivo funcionamento, deve ser antecedido de trabalhos visando o melhoramento da base dos solos para suportar o elevado peso daquele meio de trabalho.

O porto de Nacala tem, actualmente, uma capacidade instalada de manuseamento de 75 mil contentores e 2.4 milhões de toneladas de carga geral por ano.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!