Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

População revolta-se e invade o Comando da Polícia pedindo justiça no distrito de Milange

Uma multidão de residentes da vila de Milange invadiu, na manhã desta Quarta-feira(20), o Comando da Polícia da República de Moçambique(PRM) naquele distrito, como forma de exigir justiça em relação a uma cidadã, identificada pelo nome Bida, que é acusada de estar a decepar órgãos humanos para fins obscuros.

O assunto não é novo, tem vindo a ser apresentado aos governantes quando visitam aquele distrito. A cidadã Bida é tida como uma mulher cujo enriquecimento cria especulações nos residentes da vila.

Por várias vezes, a população diz ter ido às autoridades mostrar evidências com “A+B”, mas estas nunca dignaram-se em procurar elementos para indiciar ou acusar a referida cidadã.

Com o passar do tempo, viver em Milange, sobretudo para pessoas indefesas, começou a tornar-se um verdadeiro crítico. Com o piorar da situação, a própria cidadã foi ficando cada vez mais isolada.

Rebeldia da população

Uma vez que a cidadã é tida como protegida pelas autoridades, a população saiu para pedir contas aos agentes da Polícia da República de Moçambique naquele distrito. Houve tiros como forma de dispersar a multidão.

Segundo o diário da Zambézia, uma fonte em Milange disse que tudo isso acontece, porque a cidadã Bida é tida também como patrocinadora de muitos eventos que acontecem naquele distrito. Acrescenta o DZ que a cidadã em causa terá supostamente comprado um gerador para casa do administrador, pintou esquadras e muito mais.

Rescaldo provisório

Naquele ambiente turvo de Milange, ainda segundo o DZ, teriam sido registados danos avultados, a destaca, a destruição parcial da esquadra, a destruição também da casa e viatura da cidadã acusada.

Além disso, a polícia também mostrou que tem musculatura, torturando e detendo alguns grevistas. Houve feridos em número ainda não estimado.

Comando Provincial confirma a ocorrência

Ernesto Serrote, Chefe do Departamento das Relações Públicas do Comando Provincial, confirmou a ocorrência, segundo o DZ, mas não avançou detalhes, alegando que não tem dados.

“Os únicos dados que tenho recebi de um cidadão, estou a fazer de tudo para falar com o comandante de Milange, mas não estou a conseguir” – disse Ernesto Serrote.

Assim, aquele dirigente, prometeu dar esclarecimentos sobre a ocorrência, logo que estiver em condições.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!