Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ponte da Unidade abre hoje ao tráfego

A culminar o final do seu périplo a Cabo Delgado, o Chefe do Estado, Armando Guebuza, preside hoje, quarta-feira, com o seu homólogo tanzaniano, Jakaya Kikwete,à inauguração da Ponte da Unidade, em cerimónia aguardada com natural expectativa. Idealizada há 37 anos pelos Presidentes Samora Machel e Julius Nyere, a construção da referida infraestrutura representa um inestimável reforço dos laços de fraternidade que unem Moçambique à Tanzania desde os tempos da luta de libertação nacional do domínio colonial, para além da sua preponderância no desenvolimento sócio-económico de ambos os países.

Edificada sobre o rio Rovuma, na sua confluência com o rio Lugela, a Ponte da Unidade estabelece ligação entre Moçambique (a partir da aldeia de Negomano, distrito de Mueda, província de Cabo Delgado) e Tanzania (na vila de Tambaswale, em Ntwara). Possui 720 metros de comprimento, 13,5 metros de largura, duas faixas de rodagem com 3,25 metros cada e bermas de 1,5 metro e dois passeios com idêntica largura. A empreitada da obra esteve a cargo da China Geo Engineering Corporatino, e a fiscalização sob a responsabilidade do consórcio Norconsult, da Noruega, APEX Engineering Co Limited, da Tanzania, edas empresas ETENG Limitada, de Moçambique.

Curiosamente, em ambas as extremidades da ponte foram ornamentadas com duas sugestivas réplicas de pontas de marfim, significativas da abundância de elefantes na região. O seu anteprojecto foi concebido por técnicos moçambicanos e o custo das obras de construção havia sido assegurado, inicialmente, pelo Japão, cujos técnicos viriam, porém, a inviabilizar a sua materialização sob o pretexto de que se tratava de um projecto de investimento de difícil retorno.

Foi quando, então, os Presidentes de Moçambique e Tanzania, respectivamente Armando Guebuza e Benjamim Nkapa (na altura), decidiram, através dos recursos dos próprios governos, levar por diante a concretização da grande aspiração acalentada pelos malogrados Presidentes Samora Machel e Julius Nyerere. Custearam equitativamente o valor das obras, então estimadas em 23 milhões de dólares, e lançaram, no dia 16 de Outubro de 2005, a primeira pedra da Ponte da Unidade, que hoje, dia 12 de Março, é inaugurada pelos Chefes de Estado dos dois países vizinhos e irmãos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!