Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícia portuguesa detém mulher por afogar as suas duas filhas num rio

A Polícia Judiciária (PJ) portuguesa deteve uma mulher por “fortes indícios” de ter afogado no rio Tejo as suas duas filhas, sobre as quais as autoridades estavam a investigar um suposto caso de abusos sexuais por parte do pai.

Em comunicado, a PJ detalhou que procedeu “à detenção de uma mulher, com 37 anos, por fortes indícios da prática de dois crimes de homicídio”.

Um taxista estacionado junto a uma praia de Oeiras -cidade vizinha de Lisboa- assegurou que viu a detida entrar no rio Tejo na noite de segunda-feira com as suas duas filhas, de 19 meses e 4 anos de idade. A mãe saiu pouco depois em estado de pânico e hipotermia, dizendo que as duas meninas estavam na água.

À sua chegada ao lugar do ocorrido, as autoridades encontraram a filha mais nova e tentaram reanimá-la sem sucesso, enquanto a filha mais velha continua desaparecida.

A PJ explicou que a detida, que estava internada no hospital, será submetida ao primeiro interrogatório judicial para uma eventual aplicação das medidas de coação. As autoridades portuguesas estavam a investigar o pai das meninas por suspeitas de violência doméstica e abusos sexuais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!