Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícia sul africana perdeu 20.429 armas desde 2004

Um alto responsável das forças de segurança da África do Sul admitiu, esta quarta-feira, no parlamento, que os agentes da polícia perderam 20.429 armas desde 2004.

Durante um debate parlamentar pedido pela oposição, os serviços de polícia admitiram que as armas perdidas são resultado de “má gestão e controlo de equipamento”, mas escusaram-se a revelar quantos agentes e oficiais foram sujeitos a procedimentos disciplinares por perderem armas de fogo.

Segundo o tenente-general Gary Kruser, chamado ao comité parlamentar de segurança e serviços de polícia para responder a perguntas dos deputados, apenas 4810 das 20.429 armas perdidas foram recuperadas durante o mesmo período.

Deputados do partido no poder (Congresso Nacional Africano, ANC) e da oposição declararam-se “chocados” pelo numero de armas de fogo “perdidas” e pela ausência de ações disciplinares contra os agentes envolvidos, chegando alguns deles a afirmar que a polícia assume desta forma responsabilidades no elevado índice de criminalidade prevalecente na África do Sul.

Annelize van Wik, do ANC, referiu que a responsabilidade imposta aos cidadãos por perderem armas de fogo licenciadas é muito maior do que a que é imposta aos agentes da autoridade.

“A Lei de Controlo das Armas de Fogo sujeita os cidadãos a uma enorme responsabilidade em caso de perderem uma arma, designadamente retirando-lhes o direito a possuir nova licença para o resto da vida, mas um agente pode perder uma, duas ou três armas e continuar a ter licença de porte de arma”, salientou van Wik.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!