Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Polícia ganha batalha judicial contra ministro na África do Sul

Anwa Dramat, oficial da Polícia da África do Sul, ganhou uma batalha judicial importante quando o Tribunal de North Gauteng rejeitou o pedido do ministro da Polícia, Nathi Nhleko, sobre o recurso de anulação da sua suspensão.

O juiz Bill Prinsloo declarou que a ordem anterior do tribunal pronunciada em janeiro “será executada na totalidade.”

A Fundação Helen Suzman recorreu ao tribunal para uma ordem de execução para garantir que uma decisão anterior seja respeitada. Ela ganhou um pedido para que a suspensão de Dramat fosse julgada ilegal, mas o ministro da Polícia, Nkosinathi Nhleko, recorreu da decisão judicial.

Dramat, que dirige a unidade de elite Hawks de luta contra a criminalidade, foi suspenso, a 23 de dezembro de 2014, enquanto esperava por uma investigação sobre a sua suposta implicação na expulsão ilegal de quatro zimbabweanos em novembro de 2011.

Perante uma comissão parlamentar, Nhleko declarou que era contra as expulsões ilegais de cidadãos zimbabweanos, que, posteriormente, morrem no seu país por causa da tortura policial.

Dramat, que negou repetidamente as acusações, exprimiu receios de que ele seja assassinado se regressar ao seu posto.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!