Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

PM exige serviço publico de informação mais abrangente

O Primeiro-Ministro, Aires Ali, apelou ao novo Presidente do Conselho de Administração da Televisão de Moçambique (TVM), e ao novo Director do Gabinete de Informação (GABINFO) para continuarem com as realizações e feitos até aqui alcançadas, enveredando pela inovação e por uma política de serviço público de informação mais incisiva e abrangente.

Trata-se de Armindo Chavana, que substitui no cargo Bernando Mavanga, este último conduzido ao cargo no dia 17 de Fevereiro de 2009, enquanto Ricardo Dimande substitui Felisberto Tinga, que esteve no cargo por oito anos.

Ali, que falou na quarta-feira, em Maputo, no final cerimónia de investidura dos novos quadros das instituições públicas, disse que os empossados devem estar cientes de que o actual ambiente de comunicação social, no país, é de concorrência, dado o surgimento e expansão dos órgãos de informação. “Por isso, dos empossados, esperamos que tenham a capacidade de continuar com as realizações e feitos até aqui alcançados, ao mesmo tempo que deverão enveredar pela inovação, por uma política de serviço público de informação mais incisivo e abrangente, ciente de que o actual ambiente de comunicação social, no país, é de concorrência”, disse Ali.

Aires Ali disse, por exemplo, que sempre que a direcção das instituições sofre alterações é no sentido de trazer para elas novas oportunidades de crescimento nas suas funções e atribuições. A nomeação dos dois novos quadros é, segundo o governante, mais uma oportunidade para promover reformas internas, arejar o ambiente e insuflar novo oxigénio, abrindo novas perspectivas de fazer e usar a comunicação social, para que a sociedade tire o máximo de benefício das potencialidades destes meios.

Dirigindo-se ao novo director do GABINFO, quadro da Rádio Moçambique (RM), há 30 anos, Ali disse esperar que ele saiba usar da melhor forma possível o potencial que representa o seu conhecimento profundo da área de comunicação social. “O Gabinete de Informação deverá impulsionar as empresas públicas a serem mais ambiciosas no tratamento da realidade moçambicana”, disse o governante, acrescentando que a comunicação social é e continuará a ser a aposta do Estado para realizar o direito do povo à informação.

 Assim, o grande desafio à nova liderança do GABINFO é definir políticas e estratégias de intervenção que possam espevitar os órgãos de informação do sector público a conceber programas e providenciar informação no contexto e nas condições socio-económicas em que o país se encontra. Em relação ao novo PCA da TVM, Ali disse ser expectativa do governo ver aquele órgão público a definir e assumir como seus desafios o reforço da sua função educativa e aumento do seu contributo na educação da sociedade moçambicana.

A TVM deve, segundo Aires Ali, contribuir para a formação de uma opinião pública esclarecedora e activa nas áreas sociais; levar o sinal a mais pontos do país, de modo a que mais moçambicanos possam contribuir no processo de desenvolvimento do país, definir estratégias de cooperação com outros órgãos de comunicação, principalmente os comunitários, permitindo assim estar mais perto do povo. A cerimónia de tomada de posse contou com a presença de membros do governo e outros dirigentes de órgãos públicos de informação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!