Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Plano estratégico de irrigação 2011/2019 custará 645 milhões USD

O governo moçambicano deverá mobilizar até 2019 um pacote financeiro calculado em 645 milhões de dólares americanos para operacionalizar o Plano Estratégico de Irrigação apreciado e aprovado, terça-feira, pelo Conselho de Ministros.

 

 

Alberto Nkutumula, porta-voz do governo e Vice-Ministro da Justiça, disse no final da 46ª Sessão do Conselho de Ministros que o Executivo tem assegurados 135 milhões de dólares e até 2019 espera mobilizar os restantes 510 milhões através de investimentos públicos e privados.

O plano estratégico de irrigação, cuja implementação arranca em 2011, tem por objectivo fundamental aumentar a produção e produtividade agrícolas, garantir a segurança alimentar e a geração de emprego bem como estimular a renda nas zonas rurais e urbanas.

O país irriga apenas 62 mil hectares dos 33 milhões de hectares disponíveis daí que deverá fazer um esforço suplementar para colmatar o défice até 2019.

“Apenas dois por cento do total de terra arável são cobertos pela irrigação, os restantes 98 por cento dependem da chuva”, disse o porta-voz, apontando que a agricultura além de depender basicamente das condições pluviométricas a mesma é prejudicada quando essa pluviosidade é excessiva.

O desfasamento entre o crescimento populacional e a produção agrícola leva, segundo Nkutumula, que a escassez cause a subida dos preços dos produtos e leva também a que o governo importe comida para responder ao défice de procura e oferta.

Desta feita, a irrigação constitui, sem dúvida, um elemento preponderante para o aumento da produção e da produtividade agrícola porque quanto maior for a disponibilidade de alimentos menor será o preço e, por conseguinte, maior será o acesso dos cidadãos aos produtos alimentares.

Com vista a concretizar a sua funcionalidade, será criada uma instituição pública para coordenar as acções de desenvolvimento e concebido um programa nacional de irrigação com vista a operacionalizar esta estratégia.

O porta-voz do governo disse estar igualmente prevista a mobilização de recursos financeiros para a promoção e fomento de regadios e outras infra-estruturas de irrigação.

A agricultura constitui a base de desenvolvimento em Moçambique. Porém, ela é extremamente dependente das condições climatéricas sobretudo as pluviométricas e a adopção desta estratégia visa inverter esta tendência.

Ainda na 46 sessão, o Conselho de Ministros aprovou a resolução que ratifica o Acordo de Crédito Celebrado com a Associação Internacional para p Desenvolvimento (IDA), no valor de 85 milhões de dólares, destinado ao Apoio Directo ao Orçamento do Estado.

O Executivo também aprovou a resolução que ratifica o Acordo de Cooperação celebrado entre o governo e a contraparte italiana, no montante de 700 mil euros, para a Realização da Iniciativa Denominada “Fundo Comum de Doadores para o Apoio da Reforma do SISTAFE” entre outros decretos

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!