Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Perto de 60 porcento de cidadãos inscritos para as próximas eleições

Dos 12.203.717 potenciais eleitores existentes em Moçambique, foram recenseados 7.180.805, o que corresponde a 58,84 porcento, segundo dados divulgados esta quinta-feira (03), em Maputo, pelo Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE).

O recenseamento eleitoral para as eleições gerais, marcadas para 15 de Outubro próximo, termina a 29 de Abril em curso. Lucas José, porta-voz do STAE, disse que já houve afluência média de 11 mil eleitores por dia, porém, o número baixou para seis mil. Há preocupação em relação a Cabo Delgado, onde a chuva continua a cair intensamente, o que pode comprometer o alcance das metas previstas.

As 13 brigadas dos distritos de Nhamatanda, Gorongosa, Machanga e Marigué, na província de Sofala, ainda não recensearam nenhum cidadão devido à actual situação político-militar. Relativamente ao mesmo processo que decorre no estrangeiro, o STAE recenseou 20.583 pessoas, o que equivale a 34,78 porcento, e os postos instalados na Suazilândia, na África do Sul, no Zimbabwe e na Tanzânia registar uma grande afluência.

Em termos de provinciais, o STAE registou 161.490 eleitores (38,27 porcento) na província de Maputo; 40.581 (33,41 porcento) na cidade de Maputo; 273.813 (54,28 porcento) em Gaza e 281.155 (50,97 porcento) Inhambane.

Em Sofala foram recenseados 306.756 (47,45 porcento) cidadãos; 329.253 (51,98 porcento) em Manica e 415.893 (43,3 porcento) em Tete. Em Niassa foram registadas 253.121 (40,83 porcento) pessoas; 467.489 (63,46 porcento) em Cabo Delgado; 790.346 (40,46 porcento) na Zambézia e 801.114 (40,18 porcento) em Nampula.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!