Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

ADVERTISEMENT

Pergunta à Tina…tudo sobre saúde sexual e reprodutiva!

Pergunta à Tina…tudo sobre saúde sexual e reprodutiva!

Queridos leitores,

Esta é a última edição da nossa coluna para o ano de 2014. Pelo género de perguntas que recebemos em 2014, percebemos que há um tipo de problemas de saúde sexual e reprodutiva que mais apoquenta os moçambicanos. Estes estão relacionados com a sexualidade dos homens (uso do preservativo, ejaculação precoce, masturbação), as infecções de transmissão sexual e a gravidez. Mais interessante ainda foi perceber que pelo menos cinquenta porcento ou mais de perguntas vieram de homens (adolescentes, jovens e adultos). Nesta coluna, tentamos, de forma sucinta, trazer o sumário de mais de 100 perguntas enviadas pelos nossos leitores. Em 2015 continuamos a ser uma fonte de informação e clarificação de dúvidas, mas, acima de tudo, um incentivo para que todos os cidadãos cuidem mais da sua saúde sexual e reprodutiva. Por isso, continuem a enviar-nos perguntas e dúvidas sobre Saúde Sexual e Reprodutiva por mensagens para o número 90441 ou E-mail para averdademz@gmail.com

1. Um homem ou uma mulher pode ser virgem, e manter a virgindade depois da adolescência?

Sim, pode. É comum que, por coacção ou pressão dos amigos, os adolescentes iniciem a vida sexual cedo. Pois saibam que a virgindade é um estado físico natural e uma opção de vida que tem o benefício principal de manter as pessoas livres de ITS´s, do VIH e da gravidez indesejada. É aconselhável que o início da vida sexual seja numa altura em que tanto o homem como a mulher estejam bem preparados psicologicamente e tenham informação sobre as vantagens e desvantagens da decisão. Mais ainda: ter informação permite que tanto o homem como a mulher possam discutir a realização dos testes de saúde bem como o uso do preservativo. Os testes de saúde e os preservativos realizam-se/adquirem/se em qualquer unidade sanitária através do Aconselhamento e Testagem de Saúde em qualquer unidade sanitária do país.

2. A masturbação faz bem ou faz mal?

De modo geral, a masturbação faz bem. Por ser um acto condenado por religiões e culturas, as pessoas que se masturbam sentem-se culpadas, como se estivessem a cometer algum pecado. Entretanto, a masturbação tem as suas vantagens, dentre elas o facto de que as pessoas que se masturbam estão muito mais conscientes sobre o seu corpo, sobre o que lhes dá prazer no toque, e sabem onde e como querem ser tocados; estão mais conscientes sobre formas de prolongar o prazer e controlar a ejaculação precoce; também é uma forma de evitar a transmissão de infecções de origem sexual (ITS´s) porque não há troca de fluidos sexuais com outra pessoa. Mesmo assim, é importante estares alerta aos momentos em que tens mais vontade de te masturbar: é quando sentes vontade de te dar prazer por mero amor-próprio, ou pela obsessão pelo sexo e principalmente por fantasias perigosas como a pedofilia, a pornografia etc.? A masturbação já não é saudável quando é estimulada por estas fantasias perigosas, porque podem levar-te a causares dor em ti mesmo, lesões nos órgãos sexuais pela constante e frequente fricção e mesmo a mera obsessão mental tem efeitos psicológicos nefastos.

3. O que fazer quando um homem diz que o preservativo furou-se ou que lhe impede de ter prazer sexual?

É necessário que a parceira tenha capacidade ou aprenda a saber discutir a sua própria saúde e o direito de se proteger das ITS´s e da gravidez indesejada. O preservativo é produzido usando-se um tipo de material suficientemente forte para qualquer pressão durante o acto sexual. Um furo no preservativo pode ser causado pela forma como é retirado da embalagem – Há quem use erradamente os dentes para rasgar a embalagem, ou que com unhas compridas o faz sem se aperceber de algum furo no preservativo. Se durante o acto sexual descobrirem que houve rompimento, só é possível evitar a gravidez através do uso de contraceptivos de urgência. No entanto, quando o preservativo é adequadamente colocado até a base do pénis, pode intensificar o prazer no homem, porque este tem a sensação de estar “apertadinho”. Para além disso é aconselhável que haja estímulo e preliminares que sejam prazerosos para que o homem não esteja ansioso para sentir prazer apenas durante a penetração. Todos os preservativos distribuídos em Moçambique são feitos de material que passa por testes internacionais de qualidade efectiva.

4. Todos os fluidos estranhos que saem da vagina ou do pénis são uma doença?

Depende! Nas mulheres, liberta-se, através da vagina, fluidos que têm causas e características diferentes. Durante o ciclo menstrual as mulheres produzem secreções associadas à menstruação e à ovulação (no período fértil a mulher liberta um fluido grosso, que parece queijo branco e não apresenta nenhum cheiro). Durante a excitação sexual, a mulher também liberta um fluido branco e escorregadio que lubrifica a vulva naturalmente para a penetração. Quando a mulher atinge o orgasmo, também liberta outro fluido que parece água. Já o corrimento, que é uma secreção com cor amarelada ou esverdeada, às vezes acompanhado de mau cheiro e comichão está associado às ITS´s. Nos homens, também se liberta através do pénis, em menor quantidade, fluidos que incluem o sémen durante a excitação sexual e o espermatozóide. Porém, quando o homem tem uma ITS, pode libertar fluidos com cor amarelada e em quantidade superior ao esperma ou com outras características. As infecções de transmissão sexual são doenças contagiosas cuja forma mais frequente de contaminação acontece através das relações sexuais (vaginais, orais ou anais). Por isso, é importante que tanto o homem como a mulher conheçam o seu corpo, estejam informados e, se fizeram sexo sem o uso do preservativo, prestem atenção às secreções ou fluidos, bem como a dores, borbulhas e mau cheiro na região genital. Imediatamente, devem procurar ajuda numa unidade sanitária (hospital ou centro de saúde) solicitar Aconselhamento e Testagem de Saúde, e se for recomendado a um médico e receber receita, deve aderir na íntegra ao tratamento.

5. O que é a sífilis e o que acontece quando não é tratada?

A sífilis está na lista das várias infecções de transmissão sexual (vaginal, oral ou anal), mas que também pode ser transmitida em casos raros através do contacto dos lábios da boca. Esta doença é causada por uma bactéria chamada treponema pálida e afecta a vagina, o ânus, a uretra, o pénis, bem como os lábios e a boca. A sífilis é uma infecção um pouco complicada na medida em que os seus sintomas não são imediatamente evidentes e podem variar consoante o estádio da doença. É possível a pessoa viver com a sífilis sem ter nenhuma dor e eventualmente aparecem feridas nos órgãos genitais que não doem. Dependendo do estágio da doença, as feridas podem espalhar-se por outras partes do corpo. É uma doença silenciosa, que evolui durante semanas, às vezes meses. Por essa razão, ao mínimo sinal de risco do lado do/a parceiro/a ou do teu lado (apresenta borbulhas indolores na zona dos órgãos genitais, tem relações sexuais com múltiplos parceiros ou que revela ter alguma vez sofrido desta ou outra ITS), é importante pensares na tua saúde, usando sempre o preservativo. Se estiveres já infectado/a, não fiques à espera que a doença piore; procura uma unidade sanitária (posto ou centro de saúde, ou hospital), requer Aconselhamento e Testagem de Saúde, ou consulta com um/a médico/a e cumpre com o tratamento que te for recomendado.

6. Será que a mulher que não engravida é infértil?

Não necessariamente. Comecemos por dizer que quando um homem e uma mulher (que tenha iniciado o ciclo menstrual) fazem sexo, ela pode engravidar, independentemente da idade. Tendo dito isto, existem formas de evitar a gravidez. Algumas destas formas podem ser controladas pelo casal, e outras apenas pela mulher. Quando o casal decide abster-se do sexo evita a gravidez. Quando o casal decide usar o preservativo, também evita a gravidez. Quando o casal decide fazer sexo apenas quando a mulher não está no período fértil, também há probabilidades de não engravidar. Contudo, quando uma mulher decide, por direito, proteger-se da gravidez indesejada, ela pode usar métodos contraceptivos existentes em Moçambique, que incluem anticonceptivo injectável (a vacina), a pílula anticonceptiva, o dispositivo intra-uterino (o famoso aparelho), o preservativo feminino e o implante. Agora, se por concordância do casal, este decide-se pela gravidez e não acontece a concepção, então devem investigar se as razões estão ligadas à mulher ou ao homem. Isto porque, por muito tempo, colocava-se a culpa nas mulheres, porque há sim mulheres que por razões relacionadas com a existência de miomas, ou de problemas nas trompas, dentre outros, não são capazes de conceber, ou mesmo de manter um feto no útero. Todavia, há muitos homens que têm dificuldade em produzir espermas capazes de fertilizar um óvulo. Por isso, considera todos estes aspectos antes de concluires que a mulher é infértil.

7. Sou jovem, sofro de ejaculação precoce e a minha namorada liberta muitos líquidos durante o sexo. Será um problema?

A ejaculação está quase sempre relacionada com o orgasmo, que é a fase mais intensa do acto sexual, em que uma série de reacções físicas ocorre no corpo e um sensação de prazer muito forte acontece. Todavia, há pessoas que podem ejacular e não sentirem esse orgasmo por ter acontecido de forma descontrolada e precoce. Isso acontece principalmente com os homens. A ejaculação precoce nos jovens está associada principalmente ao estado psicológico e emocional: ansiedade, o desconhecimento de formas de dar maior prazer à parceira, dentre outros factores. Os jovens sentem-se também intimidados quando as suas parceiras são mais experientes ou quando elas têm reacções sexuais que eles desconhecem. Por exemplo: a ejaculação da tua namorada causa-te inquietação, e isso contribui para que te sintas ainda mais ansioso. É que muitos homens não conhecem o corpo das suas parceiras, e as suas reacções sexuais tornam-se causa de alarme. A ejaculação feminina pode, em algumas mulheres, ser acompanhada de uma intensa libertação de um fluido em jacto, que parece urina. Isso pode ser bastante prazeroso para a mulher, mas ser assustador para o seu parceiro. A solução para a ejaculação precoce nos jovens, quando associada a factores emocionais e psicológicos, é o diálogo e a discussão saudáveis entre os parceiros, e a aprendizagem sobre a sexualidade individual e de um do outro.

8. Se um de nós é seropositivo, podemos ter filhos?

A resposta é sim, e podem ter filhos saudáveis também. O VIH é um vírus que não tem cura ainda, mas existe em Moçambique tratamento para impedir a sua propagação pelo corpo. Existem também no país casais que vivem uma vida saudável, em que um dos parceiros é seropositivo e o outro não, e a isto chama-se um casal discordante. O parceiro que é portador do VIH deve iniciar e manter-se no tratamento ARV (TARV) para o resto da sua vida, de forma a prevenir a SIDA e não infectar o outro parceiro. Assim que decidirem fazer filhos, sugiro que façam o seguinte: i. Informarem-se sobre a saúde de ambos, principalmente o número e o nível das células vivas (CD4) no parceiro com VIH, ii. Procurarem um/a médico/a ginecologista ou especializado na área de VIH, iii. Cumprirem com o aconselhamento médico sobre a forma segura de engravidar e, assim que a mulher engravidar, ela deve, iv. Iniciar a Prevenção da Transmissão Vertical (PTV), para garantir que o bebé nasça livre do VIH.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

error: Content is protected !!