Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pergunta à Tina: será que essa infecção vai curar na totalidade?

Pergunta a Tina: sexo oral prejudica a saúde ou não?

Olá Tina, sou Sandra tenho 29 anos de idade, peço ajuda. Ando preocupada, em 2012 passei por uma cirurgia de retirada de miomas e cisto. Daí tive uma dor onde retiraram os tumores (miomas e cisto). Continuei com as consultas, inclusive mudei de médico à procura de segunda opinião, porque o anterior queria que eu operasse novamente. O actual mandou fazer laparoscopia e detectou endometriose, medicou-me, mas aquela dor sempre continuou, até que agora descobriu que se trata de uma infecção. A minha preocupação é: dado este tempo todo que passou, será que essa infecção vai curar na totalidade? E se quiser engravidar, isso pode influenciar negativamente na minha saúde ou na do bebé?

Olá Sandra, imagino o teu sofrimento desde tão nova. Claramente, tens um problema de saúde de difícil resolução. O diagnóstico de endometriose que referes, é a questão mais preocupante. Se realmente o diagnóstico se confirma, precisas saber que a endometriose é uma doença crónica que requere acompanhamento médico contínuo. Lamento dizer, mas precisas encarar o futuro da tua saúde com coragem e determinação, pois terás que consultar regularmente o ginecologista para acompanhamento dessa doença crónica. Infelizmente, ainda não existe cura permanente para a endometriose.

Assim sendo, não estou em posição de te ajudar mais do que os ginecologistas que já consultaste.

Talvez só um conselho: vai tomando nota, por escrito, de todas as informações relacionadas com o teu problema, como por exemplo, quando é que tens mais dores e as suas características, como decorre o ciclo menstrual, características do sangramento e outras que penses ser importante o ginecologista conhecer, para mais facilmente conduzir o tratamento. Também deves tentar saber exactamente qual a operação que fizeste há quatro anos, em 2012. Simplesmente uma cirurgia de retirada de miomas (ou seriam endometriomas?) e cisto, como referes, é uma informação que não ajuda muito. Terá sido feita uma biópsia ou exame patológico? Qual o seu resultado? Em que estágio estava a doença? O médico que fez a operação, está em posição de fornecer esta informação tão importante.

Fazer uma nova operação, é uma decisão que tem que ser muito bem pensada. Especialmente agora, quando se usam métodos cirúrgicos muito menos agressivos, a chamada laparoscopia.

Entretanto, deves evitar consumir muito álcool e café. Também o exercício físico regular, como caminhar 20 minutos todos os dias, pode ajudar.

Relativamente à dificuldade de engravidar, é muito frequente nas mulheres com endometriose.

Felizmente, muitas vezes, com tratamento adequado, conseguem conceber, com o efeito adicional de, em geral, contribuir para a melhoria da doença.

O principal problema é que ainda não dispomos de todos os recursos necessários para um diagnóstico que tem que ser efectivamente rigoroso, e do qual depende o respectivo tratamento adequado. Quase sempre, esta doença é muito difícil de tratar. Por isso, se tiveres possibilidade de fazer tratamento no estrangeiro, com mais recursos, talvez seja uma boa opção. Tudo de bom para ti, querida Sandra.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!