Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pergunta à Tina: o que me preocupa agora é como ter relações sexuais com o meu marido sem que ele sofra toda a vez que terminarmos o acto?

Pergunta a Tina: sexo oral prejudica a saúde ou não?

Olá Tina, espero que me ajudes no meu problema pois isto já está a tirar-me o sono. Eu gostaria de manter anonimato, sou uma jovem de 29 anos, casada e com 2 filhos. O meu marido tem 36 anos de idade, e no meu último parto eu tive pontos pois tive uma laceração devido ao tamanho do bebé que nasceu com 3.700kg. Após os pontos fui me recuperando e voltei a ter contacto sexual com o meu esposo, e o método escolhido por nós foi o uso do preservativo devido ao trabalho dele, porque viajava muito, hoje o meu filho menor está com 4 anos, a ferida da laceração curou há muito tempo e não tive complicações por causa do sucedido, mas agora temos relações desprotegidas (sem preservativo) porque pretendemos ter mais um filho e ele reclama sempre depois de terminarmos o acto sexual que o terei raspado no pénis e já por 3 vezes isso aconteceu, e nas três vezes ele procurou tratar-se inclusive suspeitamos ter sido uma ITS o que não tinha sido o caso porque os sintomas e a medicação não levaram a isso, o que me preocupa agora é como ter relações sexuais com o meu marido sem que ele sofra toda a vez que terminarmos o acto? Será que é mesmo por causa da costura da laceração que isso realmente acontece, ou ele tem uma forma de se movimentar com o pénis no acto sexual que acaba deixando-o com esse problema?

Olá, minha querida. Posso imaginar como esta preocupação te apoquenta. Contudo, não entendo bem o que significa “raspar no pénis”. É uma dor? E só ocorre no final do acto sexual? No momento da ejaculação? Isso só acontece quando ele não usa o preservativo? Só aconteceu três vezes? Outras vezes não acontece? Sem conhecer estes e outros detalhes, torna-se difícil responder à tua preocupação. Entretanto, falas de medicação para suspeita de uma ITS (infeção de transmissão sexual). Havia corrimento? Ou feridas ou borbulhas? Qual foi o tratamento feito? Em princípio, o problema não deve ser originado pela costura da laceração de que falas. Já se passaram 4 anos, então não deve ser essa a causa. Portanto, neste aspecto, fica tranquila, não deves ficar preocupada. Fica bem!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!