Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pergunta a Tina: não consigo me livrar da masturbação!

Pergunta a Tina: tranzámos sem camisinha

Cara Tina, o meu problema é o seguinte: não consigo me livrar da masturbação! Mesmo depois da relação sexual com minha esposa não consigo levantar da cama sem antes masturbar-me. Não consigo mesmo levantar da cama sem me masturbar e atraso as vezes ao serviço por causa desta actividade. As vezes nos finais de semana tenho inventado algo para me levantar cedo da cama para masturbar-me na casa de banho sem presença da minha esposa. O que estará a acontecer comigo? Prefiro masturbação que uma mulher! Estarei eu doente de alguma doença que não saiba? João

Olá João, saber a tua idade seria óptimo para eu poder responder melhor à tua questão. A masturbação é uma expressão natural e não provoca danos à sexualidade de homens e mulheres, e é uma maneira perfeitamente boa de experimentar o prazer sexual. Ela faz parte da vida sexual de qualquer pessoa, em qualquer idade. É uma forma válida de se sentir prazer. Na adolescência, ela tem ainda a importante função de proporcionar o conhecimento do corpo. A masturbação não faz mal à saúde, não importa se praticada 1 vez por semana ou 3 vezes por dia. Se isso é feito na boa, sem culpa, e se não te causa problemas (como feridas no pénis), não há com o que te preocupares. As vantagens de te masturbares são o prazer que ela pode dar e um conhecimento maior do teu corpo. Tu aprendes a ter mais controlo sobre a hora de ejacular e a sentires-te mais à vontade com o teu “instrumento”. Não existem desvantagens em masturbares-te. Somente nos casos extremos, se por acaso só começares a sentir prazer desse jeito e não tiveres mais vontade de manter relações sexuais é que te deves preocupar. Outra situação que pode, eventualmente, gerar preocupação acontece quando o homem deixa de fazer outras coisas na sua vida (como por exemplo ir trabalhar) para se masturbar. É como se ele ficasse dependente desse comportamento para aliviar a sua ansiedade. Aí vale a pena parar um pouco para entender o que está a acontecer.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!