Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pergunta à Tina: eu tenho somente um testículo, sou infértil?

Pergunta a Tina: sexo oral prejudica a saúde ou não?

Olá Tina, eu tenho somente um testículo, desde criança até hoje. Andei a ler sobre o assunto na internet e fiquei a saber que é normal que os recém-nascidos não tenham os dois testículos no lugar certo, mas no primeiro ano os testículos descem para a bolsa escrotal sem a intervenção de um médico. Ultimamente, há vezes em que parece que o outro testículo está descendo para a bolsa escrotal, mas nada. Canso rápido quando trabalho com coisas pesadas durante horas e daí incha a região da bexiga, o inchaço esse que é possivelmente causado pelo ovo que falta na bolsa escrotal… Durante a minha infância protegi sempre a região da bexiga, principalmente quando os meus amigos agiam mais agressivamente comigo, embora na altura não soubesse que apenas tinha um testículo. Não pude jogar futebol nem praticar outros desportos por medo da agressividade dos colegas. Eu descobri que tenho esse problema quando tinha 14 anos de idade e achei “normal”. Em 2014 quando fui fazer inspeção médica, o médico disse: “achei o que estava procurando” e perguntou se isso não me incomoda. Eu não respondi nada e quase chorei na frente dele. Ele me recomendou que eu fosse ao médico para que me fizesse uma operação de modo a colocar o testículo no lugar. Eu não tive coragem, e também porque em casa não sabem ainda desse problema! Eu faço sexo e ejaculo normal, mas tenho o medo deste mesmo esperma não ser suficiente para engravidar e tenho o medo de um dia, o testículo que não está no lugar, torça. Sou infértil? O que faço?

Caro amigo. Realmente, tens razão: este problema requer uma atenção especializada, pois pode reduzir a tua fertilidade e aumentar o risco de torção do testículo, e até mesmo originar outros problemas mais graves. Por isso, o melhor é mesmo conversares com a tua família, pois não tens culpa nenhuma deste problema e não há razão para te sentires envergonhado. Deves consultar, com a brevidade possível, um especialista em Urologia. Boa sorte!

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!