Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Peregrinos de Natal rezam por paz em Belém

Milhares de peregrinos estrangeiros e cristãos palestinos, alguns vestindo chapéus de Papai Noel, reuniram-se neste sábado na Igreja da Natividade em Belém, na Cisjordânia, para rezar por paz no lugar onde Jesus nasceu. Alti-falantes soavam cantigas de Natal em árabe e um clérigo palestino em uma túnica roxa festiva pedia paz na Terra Santa e no Oriente Médio como um todo.

“Nós pedimos que o filho de Belém dê-nos a paz que realmente precisamos, paz em todos os países do Oriente Médio. Nós exigimos paz na Terra Santa”, disse o patriarca Fuad al-Tuwal. O líder da igreja, cujo séquito incluía um homem vestido de Papai Noel em um jipe, chegara de Jerusalém mais cedo após cruzar a fronteira de Belém, na Cisjordânia ocupada por Israel, através de um posto de controle israelense em um muro de concreto.

Autoridades israelitas e palestinas disseram que ao menos 50 mil visitantes chegaram na cidade montanhosa. Muitos terão participado da missa da meia-noite na praça Manger, o lugar em que os cristãos acreditam que Jesus nasceu.

“É realmente agitado, mas todos estão felizes, por isso é realmente bom estar aqui”, disse Emily, uma turista da Dinamarca. “E, bom, é simplesmente tão legal vivenciar tudo com pessoas que acreditam na mesma coisa.” O número de visitantes estrangeiros a Belém subiu nos últimos anos, induzido pelo declínio na violência entre israelitas e palestinos, que muitas vezes macularam a ocasião no passado. Belém, a apenas poucos minutos de carro de Jerusalém, está dentro do território da Cisjordânia que Israel capturou na Guerra dos Seis Dias, em 1967, e que os palestinos querem para um futuro Estado.

A diplomacia para atingir esse objetivo ficou estagnada nos últimos meses em uma disputa sobre a construção de assentamentos judeus. “Claro que é muito especial estar neste lugar, onde Jesus nasceu, como parte da tradição da igreja cristã”, disse Ted Settle, peregrino dos Estados Unidos. “É muito significativo estar aqui com as pessoas da Palestina, que passaram por tanta dificuldade; estar aqui onde Jesus foi criado e aprendeu sobre justiça e paz.”

A polícia local palestina patrulhava as ruas de Belém com armas automáticas, enquanto tropas israelenses controlavam o muro de concreto e o posto de controle na estrada para Jerusalém. Na praça Manger, turistas misturavam-se com os locais, muitos dos quais usavam chapéus de Papai Noel enquanto uma versão de “We Wish You a Merry Christmas” em árabe tocava em um rádio.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!