Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pequenas mudanças no manual e procedimentos

O manual para membros das mesas foi reescrito e em geral é claro e útil. Há mudanças notórias nos procedimentos das mesas e no próprio manual.

A mais importante é talvez aquela que diz que o presidente da mesa deixa de ensinar cada eleitor como deve preencher o boletim.

Agora assume-se que após seis actos eleitorais, a maior parte das pessoas sabe como se vota e esta explicação era a causa principal de atraso nas filas.

Agora só os eleitores que dizem não ter a certeza recebem uma explicação. Surpreendentemente, já não há a verificação da marca de tinta indelével para confirmar se o eleitor não votou antes.

Há uma omissão preocupante no manual. Um dos maiores problemas durante a contagem é a decisão dos membros da mesa sobre a validade ou não dos boletins com dedadas ou grandes X.

Os manuais anteriores davam exemplos de votos válidos e inválidos como guias, mas o manual deste ano não têm exemplos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!