Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

PDD não vê alternativas para apoiar

O partido para Paz, Democracia e Desenvolvimento (PDD), que até as eleições autárquicas do ano passado, ainda se impunha como uma força a ter em conta no cenário político moçambicano, está moribundo na Zambézia e dificilmente aparece na rua, nem para manifestar apoio a um dos três candidatos admitidos para concorrer. Desta vez excluído a concorrer na maioria das circunscrições do país, a Delegação do PDD na Zambézia, mostra-se fragilizada e alega o facto de o seu candidato ter sido afastado da corrida, como um dos aspectos que quebrou a dinâmica e entusiasmo do partido.

Assim, há escassos dias para o fim da campanha referente a estas 4ª eleições Multipartidárias, o partido liderado por Raul Domingos, não faz quaisquer manifestações políticas, e na sua sede provincial na Zambézia, o clima é moribundo.

O seu chefe dos processos eleitorais, Inácio Mukalachi, afirmou que o partido faz campanha apenas nos locais onde foi admitido para disputar o pleito, o caso de Inhassunge, Gurué e Namarrói, na província da Zambézia. Também no distrito de Milange, nos primeiros dias da maratona, os militantes do PDD tentaram movimentar-se em manifestações de rua, mas foram confrontados com um clima de violência, em que tiveram que entrar em cenas de escaramuças, com uma brigada do partido Frelimo, naquele ponto do país.

Este incidente levou oito membros do partido a desaguar nas celas da PRM. Os militantes do PDD na Zambézia dizem que não foram instruídos a fazer propaganda política em favor de um candidato alternativo e dizem mesmo, que para, além disso, também não vê alguém na lista dos três concorrentes autorizados para disputar as presidenciais deste ano, com qualidades aceitáveis, que se aproximem ao seu líder rejeitado na corrida, Raul Domingos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!