Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Patrice Talon eleito Presidente do Benin

Patrice Athanase Guillaume Talon foi eleito Presidente da República do Benin com 65,36 porcento dos sufrágios, segundo os resultados provisórios proclamados esta sexta-feira, pelo Tribunal Constitucional, confirmando assim as grandes tendências anunciadas, segunda-feira, pela Comissão Eleitoral Nacional Autónoma (CENA).

Segundo estes resultados, depois da segunda volta das presidenciais que o opôs, domingo passado, ao primeiro-ministro cessante, Lionel Zinsou, o operador económico Patrice Talon obteve dois milhões e 30 mil e 941 votos, ou 65,36 porcento dos sufrágios contra um milhão e 76 mil e 61 votos (34,63 porcento) para o seu opositor.

O número de votantes foi de três milhões, 138 mil e 624 votos, e os sufrágios expressos de três milhões, 108 mil e 131 votos com uma taxa de participação de 66,12 porcento.

Os resultados definitivos serão proclamados pelo Tribunal Constitucional depois do exame das reclamações e o novo Presidente vai jurar a 6 de abril de 2016.

Antes mesmo da proclamação das grandes tendências, o candidato derrotado, Lionel Zinsou, reconheceu a sua derrota e felicitou o seu opositor. A maioria dos seus aliados da coligação da Aliança Republicana felicitaram igualmente o novo Presidente eleito e garantiram-lhe a sua disponibilidade para trabalhar juntos para as reformas anunciadas.

Os beninenses votaram domingo para escolher entre Lionel Zinsou (primeiro-ministro cessante) e Patrice Talon (operador económico), enquanto candidatos à segunda volta para a sucessão de Boni Yayi, actual Presidente eleito em 2006, reeleito em 2011 e cujo mandato termina a 05 de Abril.

No quadro da segunda volta desta eleição, 24 dos 33 candidatos da primeira volta apoiaram Patrice Talon numa coligação dita “ruptura” para contrariar Lionel Zinsou, candidato da Aliança República.

Esta última coligação liderada pelo Presidente Boni Yayi integrava as Forças Cauris para um Benin Emergente (FCBE), o Partido da Renovação Democrática (PRD, de Adrien Houngbédji, Presidente da Assembleia Nacional) e o Renascimento do Benin (RB, do edil de Cotonou, Léhady Vinagnon Soglo).

Para este escrutínio, os eleitores foram estimados em quatro milhões, 726 mil e 923, divididos por quatro continentes, designadamente, África, Europa, Ásia e América, dos quais perto de 99 porcento no território nacional.

No total 33 candidatos, incluindo duas mulheres (Marie Elise Gbédo e Elisabeth Agbossaga) participaram no escrutínio.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!