Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Parlamento institui ordem dos contabilistas e auditores

O Parlamento moçambicano (AR) aprovou, Quinta-feira, na generalidade, a proposta de lei que institui a Ordem dos Contabilistas e Auditores.

O Ministro das Finanças, Manuel Chang, disse na apresentação desta proposta de lei que o quadro jurídico em vigor sobre esta matéria é “inadequado e insuficiente”, pois apenas cinge-se à relação com a administração tributária.

Por outro lado, segundo Chang, o número de profissionais nesta área “tem crescido consideravelmente nos últimos anos, aliado ao facto do desenvolvimento da economia moçambicana e a sua crescente internacionalização implicarem níveis de conhecimento cada vez mais rigorosos e elevados padrões técnicos e éticos no desempenho destas actividades”.

Actualmente, segundo o Ministro, existem 11 empresas de auditoria, 93 escritórios de contabilidade e 3.353 técnicos de contas registrados no Ministério das Finanças.

A Ordem terá a responsabilidade de credenciar todos os contabilistas e auditores. As bancadas da Frelimo, o partido governamental, e do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), a minoritária da oposição, votaram a favor desta proposta de lei, enquanto que a Renamo, o principal partido da oposição, se absteve.

A Renamo exige que a proposta vincule juridicamente delegações provinciais da Ordem, garantindo, desse modo, “igualdade de oportunidades dos profissionais independentemente do seu local de residência ou de exercício da sua actividade”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!