Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Papa pede libertação de funcionários da Cruz Vermelha nas Filipinas

O Papa Bento XVI conclamou os rebeldes islamitas das Filipinas a libertarem os três membros do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) sequestrados nesse país no dia 15 de janeiro passado, na Ilha Jolo, quando visitavam uma prisão – anunciou nesta segunda-feira a assessoria de imprensa da Santa Sé.

“O Santo Padre, em nome de Deus, pede sua libertação e solicita às autoridades que favoreçam uma solução pacífica para essa situação dramática “, diz a nota. Bento XVI “eleva sua voz e faz um apelo para que a razão e o espírito humanitário prevaleçam sobre a violência e a intimidação”, conclui o texto divulgado pelo Vaticano.

O apelo do Papa foi feito depois que os captores anunciaram que vão decapitar terça-feira um dos três reféns, se o exército filipino não se retirar da ilha.

Os três reféns são o filipino Mary Jean Lacaba, o italiano Eugenio Vagni e o suíço Andreas Notter. Segundo o ministro do Interior filipino, Ronaldo Puno, os rebeldes islamitas do grupo Abu Sayaf consideram insuficiente a retirada do exército de uma parte da ilha de Jolo para favorecer a libertação dos refénes.

O CICV pediu novamente aos sequestradores a libertação de seus funcionários. “Nossa mensagem é uma só: por favor, poupem a vida de Mary Jean, Eugenio e Andreas”, disse o presidente do CICV, Jakob Kellenberger, em comunicado.

O grupo islamita Abu Sayaf é acusado de manter laços com os extremistas da Al-Qaeda.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!