Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Pai estupra filha na Beira e jovem comete o mesmo crime em Maputo

Um homem de 38 anos de idade recolheu aos calabouços, no último fim-de-semana, na cidade da Beira, província de Sofala, acusado de abusar sexualmente da própria filha de oito anos. O visado negou o crime, alegando que não se lembra de nada porque estava bêbado. Já na província de Maputo, um jovem está igualmente encarcerado por violar uma adolescente de 16 anos.

No caso da Beira, o indiciado acusa a mãe da vítima, da qual está separado há dois anos, de pretender prejudicá-lo.

“A minha esposa é muito bandida. Uma vez ela quis matar-me com ratex [medicamento para exterminar ratos]”, defendeu-se o cidadão, acrescentando que, desta vez, a sua antiga parceira pretende vê-lo detido.

Ela “diz que violei a criança” mas “eu estava embriagado”, disse o homem alegando que apenas lembra de que ele a filha cozinharam, “comemos e fomos dormir”.

No dia seguinte, a outra filha de 11 anos esteve na residência do pai muito cedo, no bairro de Macurungo, e levou a irmã para Matacuane, em casa dos avôs.

A progenitora da miúda estuprada disse que tomou conhecimento do caso através da irmã da vítima, após ter regressado da casa do pai. “Quando dei banho à criança estava ferida e corri para a esquadra”.

Porém, apesar de o homem declarar-se inocente, continua detido porque os exames médicos efectuados no Hospital Central da Beira (HCB) confirmam que a criança foi violada.

Já no distrito de Moamba, província de Maputo, um jovem de 22 anos de idade está detido também acusado de violar uma adolescente de 16 anos, numa machamba. Ele assume ter cometido a cópula forçada e disse que há dias que planeava abusar da jovem.

No dia dos factos, ele e a miúda caminhavam juntos para a machamba, tendo aproveitado o momento em que o pai da vítima estava à frente.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!