Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Oposição rejeita resultados de eleições no Níger

A Coligação para a Alternância em 2016 (COPA 2016), o principal grupo da oposição nigerina, rejeitou terça-feira em Niamey os primeiros resultados das eleições presidenciais que declaram vencedor o Presidente cessante, Mahamadou Issoufou.

Amadou Boubacar Cissé, candidato às presidencias no Níger e um dos porta-vozes da principal coligação da oposição contra o Presidente Mahamadou Issoufou, rejeitou terça-feira, durante uma conferência de imprensa, os primeiros resultados, acusando a Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) de apoiar o poder.

Ele acusou a CENI de falsificar os resultados em benefício do Presidente cessante. “Os resultados provêm de milhares de assembleias de voto fictícias. A CENI proclama resultados fantasmas que mostram que o Presidente Issoufou persiste na sua ilusão de K.O.”, indica uma declaração lida em nome de toda a oposição.

Cissé, que se candidata pela primeira vez às eleições presidenciais sob a liderança da União para a Democracia e República (UDR), afirmou que os representantes do Presidente cessante na CENI já dispõem da totalidade dos resultados “fabricados em todo o território que são validados pelar CENI, que age assim por grave cumplicidade”.

Ele acrescentou que assembleias de voto fictícios foram recenseadas em Zinder (segunda cidade do país) e que forças da ordem desapareceram com urnas em algumas localidades. Face a esta situação “muito grave”, disse, a oposição convida todos os seus militantes “a mobilizar-se como um único homem para contrariar o golpe de força em preparação e defender a legitimidade popular”.

A proclamação dos resultados provisórios começou segunda-feira à noite, mas terça-feira a CENI apenas divulgou os provenientes de 20 distritos, provocando algumas desconfianças no seio da oposição.

Neste clima agitado, a CEN, sediado no Palácio dos Congressos de Niamey, efetua o trabalho de centralização dos resultados deste escrutínio que reuniu cerca de sete milhões e 500 mil eleitores em redor de 15 candidatos, incluindo o Presidente cessante, Mahamadou Issoufou, que disputa um segundo mandato de cinco anos.

Os primeiros resultados comunicados pela CENI indicam que o Presidente Issoufou, do Partido Nigerino para a Democracia e Socialismo (PNDS), venceu as eleições com 40,18 porcento de voto, seguido pelo seu principal opositor, Hama Amadou, com 29,17 porcento em 20 distritos eleitorais dos 308 que conta o país.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!