Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Oposição assume presidência das principais cidades da África do Sul

O candidato da Aliança Democrática(DA), principal partido de oposição na África do Sul, Herman Mashaba, foi eleito presidente da concelho municipal de Johannesburgo, terceira grande metrópole perdida pelo Congresso Nacional Africano(ANC), depois da capital, Pretória, e de Porto Elizabeth.

“Herman Mashaba obteve 144 votos contra 125 para Mpho Parks Tau”, o único candidato concorrente que representava o partido no poder, anunciou no final do escrutínio o presidente da assembleia municipal da maior cidade sul-africana, Vasco da Gama.

Nas eleições autárquicas de 03 de Agosto, a Aliança Democrática (DA) ficou em segundo lugar com 104 mandatos (em 270), atrás do ANC, que obteve 121 mandatos.

Mas como aconteceu na capital, Pretória, na sexta-feira, a DA obteve nesta terça-feira o apoio do partido que se classificou em terceiro lugar, os Combatentes pela Liberdade Económica (EFF), bem como o de várias pequenas formações para controlar a câmara.

A votação em Joanesburgo foi atrasada pela morte de uma deputada municipal do ANC que se sentiu mal e desfaleceu na sala da assembleia municipal, alguns minutos antes da eleição do presidente da autarquia.

É a primeira vez desde o fim do apartheid na África do Sul e da transição para a democracia, há 22 anos, que o ANC não controla a cidade de Joanesburgo.

Também a capital do país, Pretória, passou para o controle do principal partido de oposição. Solly Msimanga, um membro negro do predominantemente branco partido da DA, venceu as eleições municipais em Tshwane, realizadas no passado dia 03 de agosto, sem maioria, mas a coligação com o partido de esquerda Economic Freedmon Fighters (EFF) e outros pequenos partidos permitem-lhe formar um governo, ainda que minoritário, e assumir a gestão do município.

A Aliança Democrática assumiu ainda a gestão do município de Nelson Mandela Bay, onde se situa o Port Elizabeth, principal infra-estrutura portuária sul-africana.

Quatro das seis maiores cidades do país – Joanesburgo, Pretória, Cidade do Cabo e Port Elizabeth – são agora governadas por autarcas da oposição.

O ANC manteve a sua maioria absoluta na cidade de Durban e aguarda a votação em Ekhuruleni – grande cidade industrial do leste de Joanesburgo.

Os resultados eleitorais das eleições municipais e as vitórias alcançadas pela DA nos principais centros urbanos sul-africanos marcam uma viragem histórica na vida política do país que impôs ao partido de Nelson Mandela, o ANC, os piores resultados desde a sua legalização como partido político, em 1994.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!