Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Operação na Líbia expôs fraquezas da NATO

A NATO pode ter conseguido fazer seu trabalho na Líbia, mas a operação naquele país expôs as fragilidades na força dos aliados, disse o chefe da NATO na segunda-feira.

A missão — liderada pela primeira vez por aliados europeus da Otan e pelo Canadá, em vez dos EUA — não poderia ser executada sem o apoio norte-americano, disse Anders Fogh Rasmussen. “Esta missão não poderia ter sido feita sem as capacidades que apenas os Estados Unidos podem oferecer”, disse o secretário-geral da NATO numa entrevista coletiva.

“Por exemplo: aviões não-tripulados, inteligência e aeronaves de reabastecimento.” “Mais aliados deveriam estar dispostos a obtê-los. Esse é um desafio real.” Rasmussen disse que outra área na qual os aliados europeus são especialmente deficitários em comparação com os EUA é o de transporte aéreo estratégico.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!