Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

OMS lamenta desigualdades no acesso à vacina contra gripe suína

A diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, lamentou nesta terça-feira os privilégios dos países mais ricos no acesso à vacina contra a gripe suína, em detrimento dos habitantes dos Estados mais pobres.

“As capacidades de produção de vacinas contra a gripe não são infinitas e são, infelizmente, insuficientes para um mundo de 6,8 bilhões de pessoas, das quais quase todas são suscetíveis a ser contaminadas por este vírus completamente novo e altamente contagioso”, afirmou Chan em uma conferência da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). “

A melhor parte destes recursos limitados seguirá para os países mais ricos. Mais uma vez nós vemos que o acesso é recusado pela impossibilidade de pagar pelos mesmos”, criticou. “Em termos de saúde, as políticas públicas continuarão sendo imperfeitas enquanto o acesso às ações que salvam vidas continuar favorável aos mais ricos”, completou.

Na segunda-feira, a médica Marie-Paule Kieny, diretora do departamento de pesquisas de vacinas da OMS, afirmou que a pandemia de gripe suína não pode ser detida e, portanto, todos os países precisarão de vacina. “Os especialistas consultados pela OMS determinaram como prioridade a vacinação de todos os que trabalham no setor de saúde para que possam manter o sistema de saúde em andamento”, declarou.

Durante uma reunião no início de julho, os países em desenvolvimento e a OMS pediram a adoção de para garantir o acesso dos países mais pobres às vacinas, como doações, preços vantajosos ou a cessão de parte das reservas dos países mais ricos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!