Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dez pessoas morrem durante mineração clandestina em Cabo Delgado

Dez garimpeiros morreram soterradas em consequência do aluimento de terra numa mina de rubis, na madrugada de segunda-feira (25), no distrito de Montepuez, província de Cabo Delgado.

A tragédia aconteceu na localidade Namanhumbir, numa área de extracção de rubis concessionada à mineradora britânica Montepuez Ruby Mining (MRN).

Outras duas vítimas foram resgatadas com vida e encontram-se sob cuidados médicos.

O @Verdade apurou que no domingo (24) houve muita chuva, o que fez com que a terra ficasse movediça. Este facto foi confirmado por Obete Matine, inspector-geral no Ministério dos Recursos Minerais e Energia.

Presume-se que as vítimas eram provenientes de algures em Namanhumbir e das províncias de Manica e Nampula.

Em Namanhumbir são frequentes os relatos de mortes e feridos em consequência do desmoronamento de terra durante a mineração artesanal.

Para além de moçambicanos, a zona tem sido cobiçada por cidadãos estrangeiros para a prática do garimpo.

Em 2017, por exemplo, 536 moçambicanos e 95 estrageiros de nacionalidades tanzaniana, somali, guineense, gambiana, senegalesa, malawiana, zimbabweana, nigeriana, queniana, burundesa, belga e congolesa, foram escorraçados daquela mina pela Polícia da República de Moçambique (PRM), em Cabo Delgado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!