Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Oferta de água e ensino aumentam em Ribáuè

Cerca de metade do total da população do distrito de Ribáuè, estimada em 187 mil habitantes, consome água potável neste momento, facto concretizado com a abertura de Trinta furos mecânicos, que estarão totalmente operacionais no presente mês.

As autoridades governamentais daquela parcela da província estão, também, a envidar esforços no sentido de eliminar o dilema de crianças que estudam debaixo de árvores devido ao reduzido número de salas de aulas para algumas turmas. David Joel, administrador de Ribáuè, revelou que a abertura daquelas fontes de abastecimento de água contou com a parceria da Cruz Vermelha, que tem estado a trabalhar há vários anos com as autoridades administrativas locais no âmbito do seu programa convcernente à água e saneamento.

Destacou que as fontes localizam-se nas regiões recônditas do interior do distrito, cujas populações enfrentam dificuldades de abastecimento do precioso liquido, sobretudo na época seca pelo facto do lençol freático estar muito abaixo dos Vinte metros de profundidade, e exigir, então, o uso de equipamento apropriado para o processo. Os níveis de cobertura de abastecimento de água em Ribáuè situavam-se em cerca de 39 por cento da sua população até finais do ano passado.

David Joel destacou que as vilas de Ribáuè e de Iapala são as que gozam de maior facilidade de abastecimento de água captada das montanhas circundantes, cuja distribuição aos consumidores é assegurada através de pequenos sistemas onde é feito o seu tratamento com produtos químicos.

Entretanto, soubemos, ainda, que o governo de Ribáuè está, neste momento, empenhado em garantir que as crianças, que acabam de ingressar no sistema nacional de ensino, estudem sentadas numa sala de aula, contrariando o cenário actual em que algumas turmas estudam debaixo de árvores expostas a vários incovenientes para a sua saúde que, aliado aos eventuais abandonos forçados das aulas devido às chuvas, influencia negativamente o rendimento pedagógico.

Segundo David Joel, Dez salas de aulas estão em processo de construção em diferentes pontos do seu distrito com recurso a material convencional, as quais serão, depois de concluídas, serão equipadas com mobiliário, particularmente carteiras para os alunos e professores. A sua edificação está inserida no plano de construção acelerada de salas de aulas com apoio das comunidades locais.

O número de alunos matriculados no presente ano lectivo, em todos os subsistemas de educação em Ribáuè, está estimado em 65 mil, portanto mais Dois mil quando comparado aos efectivos escolares da época lectiva de 2009.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!