Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Observadores europeus constatam anomalia nas eleições presidenciais no Gabão

As eleições presidenciais gabonesas ficaram marcadas por “uma evidente anomalia”, declarou esta quarta-feira a chefe da Missão Europeia de Observação Eleitoral no Gabão, Mariya Gabriel.

Ela estranhou a este respeito a participação de mais de 99,93 porcento dos eleitores no Alto-Ogooué, província de origem da etnia téké a que pertence a família Bongo, do Presidente cessante, Ali Bongo.

Os resultados em todas as demais assembleias de voto, disse, foram anunciados na presença dos observadores europeus, excepto na do Alto –Ogooué, o que leva a concluir que “a integridade dos resultados nesta província é posta em causa”.

Para Mariya Gabriel, a única solução será a publicação por cada assembleia de voto dos resultados do seu escrutínio, “a fim de facilitar um possível recurso para o Tribunal Constitucional do país, única via para resolver, legalmente, a crise de confiança gerada pelos resultados anunciados pela Comissão Eleitoral Nacional Autónoma e Permanente (CENAP)”.

Segundo os resultados oficiais provisórios, Ali Bongo venceu o escrutínio com 49,80 porcento dos votos contra 48,23 porcento para Jean-Ping, ou seja, uma diferença de cinco mil 594 votos em 628 mil votantes.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!