Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Obama conversou com os americanos on-line

Os americanos inundaram a Casa Branca de questões enviadas pela Internet para Barack Obama, que foram respondidas nesta quinta-feira durante a primeira reunião pública on-line de sua presidência.

Obama convidou seus compatriotas a um exercício de democracia de massa, que poderá transformar as relações entre cidadãos e governo: os americanos foram convidados a entrar no site da Casa Branca, enviar suas perguntas e votar nas que consideram mais importantes para serem respondidas.

No momento em que os Estados Unidos passam por sua pior recessão desde a Grande Depressão dos anos 1930 e o combate à crise se mantém como prioridade máxima de seu governo, Obama colocou apenas uma condição: que as questões fossem sobre Economia.

“Vamos tentar alguma coisa um pouco diferente. Vamos aproveitar a Internet para fazer com que todos venham à Casa Branca falar de Economia”, disse o presidente no vídeo postado no site do governo, convidando os americanos a participar dessa nova experiência.

“Assim, posso ter uma idéia do que preocupa vocês e responder diretamente”, justificou.

Às 9h30 desta quinta (hora local), no prazo final para o envio das perguntas, mais de 90.000 pessoas tinham enviado mais de 100.000 questões, e mais de de 3,5 milhões haviam votado nas preferidas.

Se o objetivo for, como anunciou Obama, dispor de um “retrato do que importa para os americanos em todo o país”, ele terá tido a confirmação de que eles se preocupam com trabalho, cobertura de saúde e educação, convergindo com sua própria agenda.

Mas esse exercício também serviu para trazer à tona preocupações menos conhecidas dos americanos, como no caso do lobby pela legalização da maconha, que parece ter mobilizado seus seguidores para interrogar o presidente. Assim como o presidente Franklin Roosevelt fez para tranquilizar os americanos com conversas transmitidas pelo rádio, durante a Grande Depressão, Obama se esforça, recorrendo às novas tecnologias, para angariar o apoio de seus compatriotas em circunstâncias tão difíceis.

Obama disse que essa primeira reunião pública on-line é uma “experiência”, mas seu porta-voz, Robert Gibbs, já deu a entender que ela deverá se repetir. “É a maneira, para o presidente, de fazer o que ele ama fazer quando pega a estrada, mas que lhe permite economizar combustível”, comparou.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!