Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Nissan anuncia recall de 540.000 veículos

A montadora japonesa Nissan anunciou esta quarta-feira um recall de 539.864 veículos no mundo, principalmente nos Estados Unidos, por problemas nos travões e no indicador do nível de combustível.

O primeiro problema, um eixo do pedal de travagem com defeito, afeta 204.785 veículos dos modelos Titan, Armada, Quest e Infiniti QX56. A segunda falha, um indicador do nível de combustível mal ajustado, envolve 472.118 veículos dos modelos Titan, Armada, Infiniti QX56, Frontier, Pathfinder e Xterra, alguns deles também afetados pelo primeiro problema. “Nenhum acidente ou ferimento foi registrado por causa dos problemas”, afirma a Nissan em um comunicado.

“Aos proprietários de veículos potencialmente afetados pelo problema do eixou de pedal do freio, pedimos que os levem a uma concessionária Nissan ou Infiniti para uma inspeção visual simples e rápida e, se for necessário, um reparo”, acrescenta a nota oficial. Os proprietários de veículos afetados pelo problema do indicador de nível de combustível foram aconselhados a manter o tanque cheio até pelo menos a metade até a execução do reparo.

A maioria dos carros (178.916 com problemas no pedal de travagem e 418.865 com problemas no indicador) circulam nos Estados UNidos, e os restantes no Canadá, México, vários países do Oriente Médio, Rússia, Taiwan, Ucrânia, Japão e nas ilhas americanas do Pacífico. O problema no freio foi provocado por um erro de fabricação do fornecedor de autopeças Inergy Automotive Systems, segundo a Nissan.

A Nissan é a terceira montadora japonesa a anunciar um grande recall nas últimas semanas. Desde o quarto trimestre de 2009, a Toyota anunciou recalls de mais de 8,5 milhões de carros, por problemas no pedal de aceleração ou no sistema de freio. A Honda também teve que convocar o recall de 437.763 automóveis por falhas no airbag e de outros 646.000 por problemas no sistema elétrico.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!