Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Nenhuma pessoa adoeceu de cólera na cidade de Maputo em 2012

Nenhum centro de tratamento de cólera foi activado em 2012 na capital moçambicana. Isto significa, segundo a médica chefe da cidade de Maputo, Alice Abreu, que de 2011 para 2012 não houve sequer um caso de cólera. Os casos de diarreira registaram, por sua vez, uma ligeira diminuição.

A médica chefe informou ainda que em 2012 foram notificados 47.336 casos de diarreias, contra 54.438 de 2011, o que corresponde a uma diminuição de 13 porcento.

No ano passado, 22 pessoas perderam a vida vítima de diarreia, contra 65 no ano anterior, uma redução de 66 porcento.

A não existência de um caso sequer de cólera, no ano passado, na cidade de Maputo, é um bom sinal, de acordo com a interlocutora. Referiu que 178 pessoas adoeceram em 2011, das quais uma perdeu a vida. Estes casos foram registados no inverno, o que no seu entender é anormal uma vez que nesse período não há queda de chuvas, a principal causa desta doença.

Entretanto, o Ministério de Saúde (MISAU) suspeita que a doença tenha sido transmitida de uma pessoa para outra por alguém de fora de Maputo que esteve a visitar um familiar.

A cólera é vulgarmente conhecida por doença de mãos sujas. Por isso, Alice Abreu apelou aos munícipes a usarem certeza para purificar a água antes do consumo. Podem também fervê-la.

Cuidar bem das latrinas e mantê-las limpas e enterrar o lixo são outras formas de prevenir a cólera, sobretudo nesta época chuvosa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!