Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

NBA final leste: Boston vence Miami no prolongamento e empata série decisiva

O Boston Celtics vacilou e quase viu sua desvantagem na série final da Conferência Leste da NBA ampliar para 3 a 1. Contudo, a equipa alvi verde manteve a compostura e derrotou o Miami Heat por 93 a 91, no prolongamento, neste domingo (madrugada de segunda-feira em Maputo), em Boston, para igualar a final a melhor de sete jogos em duas vitórias para cada lado. O jogo 5 será disputado em Miami na terça-feira (madrugada de quarta-feira em Maputo).

Assim como na vitória de sexta-feira, Rajon Rondo foi o grande líder dos Boston na partida. O armador alcançou a sua 13ª partida nos playoffs com dígitos duplos em dois fundamentos, com 15 pontos e 15 assistências. Outro que teve atuação decisiva para os Celtics foi o ala-pivô Kevin Garnett, com 17 pontos, 14 ressaltos. O melhor marcador da equipe, com 23 pontos, Paul Pierce foi eliminado com seis faltas no início do prolongamento.

O mesmo aconteceu com o maior marcador da partida, o lateral LeBron James, do Miami Heat, que encerrou o jogo com 29 pontos, além de sete erros cometidos. O seu companheiro Dwyane Wade voltou a estar bem marcado, mas subiu de produção no segundo tempo e produziu 20 pontos. De volta ao banco, Udonis Haslem teve 12 pontos e 17 ressaltos.

A vitória na sexta-feira acelerou os Celtics. O início foi uma aula. Com uma marcação precisa e uma transição quase perfeita, a equipa da casa abriu 6 a 0 com facilidade, em ataques de Paul Pierce e Rajon Rondo, duas vezes. Ray Allen ampliou com a sua primeira cesta de três na partida. Pelos Miami, apenas LeBron James achava algum espaço no garrafão. Mas o esforço do astro não era suficiente. Ataque a ataque, os donos da casa levavam a claque no TD Garden ao delírio.

No fim do primeiro quarto, a vantagem já era de 11 pontos: 34 a 23. A diferença só aumentou no início do segundo quarto. Ray Allen foi o primeiro a calibrar a mão e acertar mais um cesto de três. Keyon Dooling aproveitou o embalo e acertou outros dois arremessos de três na sequência, fazendo 45 a 28.

Naquela altura, a defesa do Miami, uma das melhores da temporada, estava perdida. LeBron James esforçava-se, mas não contava com a ajuda do escudeiro Dwyane Wade, desaparecido em quadra. Do outro lado, tudo funcionava. Principalmente nos ressaltos, dominados pela equipe de Boston.

Paul Pierce, Rajon Rondo e Ray Allen comandavam a festa da claque verde. Com total autoridade, os Celtics fecharam o primeiro tempo com 61 a 47 – os 61 pontos foram o maior total de pontos sofrido pelo Heat em toda a pós-temporada.

Cabia a equipa de Miami tentar a reação na volta à quadra. Mas, assim como nos quartos anteriores, os Celtics tinham tranquilidade na hora de definir as jogadas. Rajon Rondo, em noite inspirada, comandava a equipe na transição da defesa para o ataque, brilhando em quase todos os fundamentos.

Na segunda metade do quarto, o Miami conseguiu melhorar a sua defesa e a diferença caiu para nove pontos. E os Boston complicaram-se quando Rondo e Pierce chegaram a quatro faltas individuais cada. Sem o armador cercando-o, Wade reencontrou o seu melhor basquete e fez nove pontos no período, que terminou com os Celtics à frente por apenas 73 a 68.

A reação dos Heat continuou no último quarto: Shane Battier diminuiu para dois pontos num cesto de três e LeBron empatou com uma bandeja em contra-ataque, a pouco menos de nove minutos do final. A revavolta veio numa bandeja do armador Norris Cole, primeira liderança do Miami no jogo. Foi o necessário para Boston acordar e voltar a marcar com intensidade.

A resposta veio num triplo de Ray Allen, recolocando a equipa alvi verde à frente. O jogo ficou equilibrado. A 37,5s do fim, LeBron James empatou o placar em 89 pontos com um triplo. Na posse seguinte, o ala cavou uma falta ofensiva de Kevin Garnett. O camisa 6 voltou a ter a bola nos segundos finais e, bem marcado, passou a bola para Udonis Haslem, que atirou desequilibrado e errou o cesto.

O jogo foi para o prolongamento. Mal começou o tempo extra e Pierce cometeu a sua sexta falta, sendo eliminado do jogo. Haslem pôs o Heat à frente com uma enterrada, mas poucos momentos depois, foi a vez de LeBron, melhor marcador da partida, ser eliminado, com falta parecida à que tinha cavado de Garnett. Rondo virou o placar com uma bandeja e ampliou com um lance livre a 21s do fim. Dwyane Wade chamou a responsabilidade e tentou vencer o jogo com um lançamento triplo mesmo com em cima do tempo de jogo, mas errou.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!