Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

“Não Vamos ao Mundial para fazer turismo” diz Ana Flávia Azinheira

“Não Vamos ao Mundial para fazer turismo” diz Ana Flávia Azinheira

A poste da selecção nacional de basquetebol sénior feminino, Ana Flávia Azinheira, está confiante numa boa participação da selecção nacional sénior feminina no Campeonato Mundial de Basquetebol, que se disputa na Turquia entre os dias 27 e 05 de Outubro do ano em curso.

As “Samurais” entraram na última fase de preparação para o “Mundial” da Turquia com a realização de dois treinos diários no pavilhão do Maxaquene, com o objectivo de ganhar ritmo competitivo devido à paragem das provas de clubes em femininos.

Abordada pelo @Verdade a poste da equipa A Politécnica de Maputo e da selecção nacional, Ana Flávia, declarou que “Moçambique não vai a Turquia para fazer turismo, mas sim lutar de igual para igual com as selecções que à partida são tidas como as favoritas a transitarem para a fase seguinte. Independentemente do adversário, vamos disputar todas as partidas como de finais se tratasse ”

Segundo aquela atleta, em Moçambique existe muitos talentos, mas o que falta são competições regulares, ao contrário de Angola, que tem um campeonato regular, o que, decerto, beneficia a selecção nacional. “No passado o nosso basquetebol estava ao mesmo nível do angolano, mas com o tempo fomos dormindo à sombra da bananeira e ficámos para trás, contudo, em termos de talentos, estamos no mesmo grau que Angola, o que nos falta são competições regulares.

Em Moçambique só a cidade de Maputo é que organiza competições; nas outras províncias a modalidade deixou de ser movimentada” Sobre a preparação para aquele certame, a basquetebolista, que foi considerada a melhor marcadora no recém-terminado Campeonato Nacional, afirmou que a nossa selecção está a lutar para que se apresente da melhor forma possível na Turquia.

“A preparação está a decorrer normalmente, estamos mais preparadas relativamente ao que estávamos no início da preparação. A equipa técnica está a fazer um excelente trabalho. Esperamos chegar ao “Mundial” preparadas fisicamente, assim como tecnicamente e tacticamente.

“Jogadoras mais novas são bem-vindas”

Numa altura em que a maioria das jogadoras da selecção nacional caminha para a fase descendente da carreira, convidámos a poste das “Samurais” a falar da integração das atletas mais novas no combinado nacional.

“Apoio a integração das jogadoras mais novas na nossa selecção, porque no futuro elas serão a base da equipa nacional. Como atletas mais velhas temos a missão de ajudar na sua integração. Elas podem não fazer parte das escolhas finais do mister para o Campeonato do Mundo, mas será importante a experiência que tiverem tido com as atletas mais rodadas”.

Nas sessões de treino bidiárias, o seleccionador nacional, Nazir Salé, vai escondendo o seu jogo mas refere que tem privilegiado os aspectos técnicos e tácticos, e os lançamentos triplos.

A selecção moçambicana tem estágios programados, antes do “Mundial”, para o Japão e e para a República Checa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!