Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Nampula perspectiva a criação de oito mil postos de trabalho

Mais de oito mil postos de trabalho serão criados a partir do ano em curso em Nampula, mercê da instalação de projectos ligados à indústria, agricultura, habitação, hotelaria e turismo bem como do ramo alimentar e bebidas, cujo investimento ultrapassa dois biliões de dólares americanos.

Trata-se de uma fábrica de velas para iluminação, de iogurtes, bebidas alcoólicas, além de abertura de machambas para a produção de Algodão e criação de Bovinos e seus derivados, indústria de papel, construção de condomínios residenciais, hotéis, casinos e empresas de prestação de serviços diversos. Segundo o Centro de Promoção de Emprego, as regiões beneficiárias destes investimentos, de forma particular, serão as cidades de Nampula, Nacala-porto e Ilha de Moçambique, bem como o distrito de Malema.

As projecções apontam para a possibilidade da criação de 8.112 novos postos de emprego, 7.500 dos quais por parte da empresa “Green Resourses”, uma empresa constituída por capitais noruegueses, que se propõe explorar diversos produtos florestais. Segundo dados disponíveis, este projecto, que será implantado em cinco distritos de Nampula, concretamente Erati, Murrupula, Mecuburi, Nampula- Rapale, propõe-se plantar 180 mil hectares de arvores, num período de quinze anos.

Avaliado em 30 milhões de dólares americanos, o empreendimento tem por objectivo, conforme avançámos nas linhas anteriores, a produção e transformação dos produtos florestais para posterior aproveitamento, entre outros fins, sob forma de papel. A escolha de Moçambique, segundo os gestores da empresa “Green Resourses”, resulta do facto do nosso país, não obstante o potencial que possui, estar a importar maior parte do material que provém da madeira (mobiliário e papel).

Estudos efectuados nos distritos escolhidos para a implantação do projecto, determinaram que os mesmos possuem condições agro-ecológicas favoráveis para o efeito. Para além dos postos de emprego, espera-se que o referido projecto venha a impulsionar o desenvolvimento de micro e pequenas e médias empresas rurais, redução do aquecimento global e contribuição, em 5 por cento, no produto interno bruto.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!