Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mutilado escapa de linchamento após tentar roubar uma viatura

Um mutilado identificado por Dinis Charles, 49 anos de idade, escapou há dias, graças à pronta intervenção da Polícia, a um linchamento no bairro de Macurungo, cidade da Beira, acusado de tentar roubar uma viatura juntamente com três comparsas seus que desapareceram em seguida sem deixar rastos.

Segundo o jornal Diário de Moçambique, na sua edição desta quinta-feira, o suposto ladrão deficiente físico encontra-se a ver o sol aos quadradinhos nas celas da 6ª Esquadra, sita no bairro de Macúti. Dinis Charles foi vítima de agressão depois de o carro que tentara roubar, um “Toyota Hilux” com a matrícula MBF-87-37, pertencente a Alberto Machaia, ter embatido contra uma barraca, momentos após este ter sido retirado da garagem onde se encontrava estacionada.

O oficial de imprensa do Comando Provincial da PRM de Sofala, Mateus Mazibe, que deu a conhecer o facto ao “Diário de Moçambique”, revelou que as investigações feitas concluíram que Dinis Charles ter-se-ia oferecido a ser o piloto da viatura depois de os seus comparsas terem roubado o carro, facto que aconteceu na madrugada do dia 29 de Abril.

A fonte revelou ainda que por sorte do proprietário, momentos após os três ladrões, neste momento em parte incerta, terem retirado o carro da garagem, o novo condutor introduziu-se no veículo e quando tentava guiá-lo foi embater contra uma barraca, situação que fez despertar a atenção de um dos guardas que se encontrava de serviço numa das residências naquele bairro. “Os ladrões usaram instrumentos contundentes para conseguir abrir a janela do carro, tendo em seguida empurrado o mesmo para fora do quintal e foi nesta altura que solicitaram os serviços do mutilado. Sucede que quando aquele estava a arrancar enganou-se e pôs uma mudança de marcha atrás, indo embater contra uma barraca, situação que fez despertar a atenção do guarda de uma das residências que imediatamente pediu socorro” — explicou Mazibe, acrescentando que os três comparsas, um dos quais vestido a mulher, conseguiram escapulir-se ficando no terreno apenas o mutilado.

Mazibe disse ainda que já nas mãos dos populares, Dinis Charles foi espancado e colocado um pneu na cabeça e só não foi queimado graças à intervenção da Polícia. “Quando o proprietário do carro ia à Polícia, os populares já queriam linchar o mutilado, mas isso não aconteceu porque a Polícia chegou imediatamente” — disse Mateus Mazibe, afirmando que as autoridades estão à procura dos três comparsas de Dinis Charles, enquanto este permanece na 6ª Esquadra para outras orientações legais referentes à sua prisão.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!