Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Munições de armas de guerra encontradas na Lixeira de Hulene em Maputo

Duzentas e cinquenta e nove munições de uma metralhadora do tipo AKM e de uma arma de defesa antiaérea foram encontradas, no último fim-de-semana, na lixeira de Hulene, na capital moçambicana.

Os artefactos estavam em duas correntes de metralhadora, uma com 190 munições e uma outra, de arma de defesa antiaérea, com 69 unidades.

Segundo a Rádio Moçambique, os engenhos foram achados por jovens catadores de lixo que frequentam aquele espaço. Desconhece-se, porém, a sua proveniência mas presume-se que tenham ido parar à lixeira trazidos por camiões de diversas instituições públicas, particularmente ligados à área de Defesa e Segurança, que diariamente escalam o local para depositar resíduos sólidos.

O porta-voz da Polícia Municipal de Maputo, Joshua Lai, cuja sua equipa se encontrava em jornadas de fiscalização rotineira, confirmou a descoberta dos projécteis militares e disse que seriam encaminhados ao Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) para a sua avaliação.

A fonte acrescentou que numa primeira apreciação podia se concluir que os engenhos militares estavam activos, mas só os especialistas poderiam dizer algo definitivo sobre a matéria.

“Um pouco de fogo pode ser fatal porque é um material perigoso. Isso pode provocar mortes imediatamente. Num passado recente, foi achada uma arma no mesmo local”, afirmou.

Refira-se que não é a primeira vez que se encontra material bélico naquela lixeira, classificado como não sendo reciclável em lixeiras comuns.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!