Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Município Maputo reassenta 40 famílias para reabilitação da Julius Nyerere

Quarenta famílias, que habitam actualmente à beira da Avenida Julius Nyerere, em Maputo, em estado avançado de degradação, vão ser transferidas para os bairros das Mahotas e Zimpeto, para dar lugar às obras de reabilitação da rodovia.

Segundo escreve o jornal Diário de Moçambique, o processo será efectuado em Outubro próximo e todos serão retirados numa única leva, segundo a informação fornecida pelo vereador de infra-estruturas no município da capital, Victor Fonseca. A fonte referiu que já estão criadas todas as condições para o reassentamento das pessoas abrangidas, faltando apenas o dia para a sua efectivação. Quanto ao arranque das obras de reabilitação daquela importante estrada, Fonseca disse que será logo a seguir à conclusão da transferência das 40 famílias, altura em que terá terminada a avaliação e o apuramento do empreiteiro que vai fazer a obra, bem como do fiscalizador do projecto.

Ao jornal Diário de Moçambique, o vereador não quis revelar quantas firmas de construção civil participam no concurso que, segundo ele, foi lançado em Junho e não se pronunciou sobre o custo da obra, alegando motivos de ordem protocolar que não lhe permitem avançar com os dados. Garantiu que os valores serão anunciados ao mesmo tempo que o nome do empreiteiro e do fiscal da obra, incluindo todos os aspectos técnicos, organizacionais e financeiros envolvidos no projecto.

A Avenida Julius Nyerere é uma das alternativas para o acesso à cidade. A rodovia ficou cortada na sequência das chuvas de 2000 que provocaram cheias na zona sul do país, causando a morte de 700 pessoas. No local de interrupção da estrada, as águas abriram uma enorme cova, nas imediações da Praça dos Combatentes, o que faz com que a sua reabilitação exija uma grande engenharia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!