Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Matou irmã para evitar divisão da herança

Um indivíduo de 39 anos encontra-se detido nas celas do comando da Polícia da República de Moçambique (PRM), na província de Maputo, na cidade da Matola, acusado de ter morto a irmã mais nova, de 35 anos, para, alegadamente, não dividir os 30 mil meticais resultante da venda de um terreno deixado pelos pais falecidos.

Segundo o jornal Diário de Moçambique, o fratricídio ocorreu na tarde da terça-feira passada e o jovem, com apoio da esposa, também detida, usou um almofariz para silenciar a própria irmã que exigia partilha igual do valor de uma parcela de terra localizada na zona de Beluluane, distrito de Boane.

João Machava, porta-voz da PRM do comando provincial de Maputo, explicou ao Diário de Moçambique que tanto o jovem como a sua parceira, estão detidos e à espera de julgamento. Salientou que a polícia foi informada do sucedido e após diligências foi possível recolher os indiciados. Acrescentou que este tipo de casos é comum na província de Maputo, devido a problemas relacionados com conflito de terra. Referiu ainda que a sua corporação está a fazer um trabalho junto das comunidades para sensibilizá-las a não entrar em esquemas de venda de terra porque tal é crime punível por lei.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!