Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Mundial 2014: Romário critica Presidenta do Brasil e a cúpula da Federação a quem chamou de “bando de vagabundos”

O ex-jogador e deputado federal Romário não poupou críticas à cúpula da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta quarta-feira, após a humilhante goleada por 7 a 1 que o Brasil sofreu perante a Alemanha, e também lamentou a falta de apoio da presidente Dilma Rousseff para uma intervenção política no futebol. “Vivemos uma crise no nosso desporto mais amado, chegamos ao auge dela. Acha que isso é problema só dos jogadores ou do Felipão? Nem de longe” escreveu Romário no seu perfil no Facebook antes de atacar a CBF. “O presidente da entidade, José Maria Marin, é ladrão de medalha, de energia, de terreno público e apoiante da ditadura. Marco Polo Del Nero, o seu atual vice, recentemente foi detido, investigado e indiciado pela Polícia Federal por possíveis crimes contra o sistema financeiro, corrupção e formação de quadrilha. Marin e Del Nero tinham que estar era na cadeia! Bando de vagabundos!!!”, declarou.

Após dizer que está “há quatro anos pregando no deserto sobre os problemas da Confederação Brasileira de Futebol”, Romário também lamentou a falta de respaldo de Dilma e do ministro do Desporto, Aldo Rebelo, a seus pedidos para uma intervenção do governo na entidade. “Em 2012, eu apresentei um pedido de CPI da CBF, baseado em um série de escândalos envolvendo a entidade (…) O pedido está parado em alguma gaveta em Brasília há dois anos”, lamentou Romário.

“Em questionamento ao presidente da Câmara dos Deputados, sr. Henrique Eduardo Alves, ouvi como resposta que este não era o melhor momento para se instalar esta CPI. Não concordei, mas respeitei a decisão. E agora, presidente, está na hora?”, questionou o ex-jogador.

Na opinião do deputado federal, o Brasil não precisa ter vergonha pela goleada de ontem, uma vez que “ninguém há de questionar a superioridade do futebol alemão”, mas “devemos sentir de ter uma das gestões de futebol mais corruptas do mundo”.

Por fim, Romário lembrou que Dilma terá agora que entregar a taça de campeão para outra seleção. “Este gesto será o retrato do valor que ela deu ao nosso futebol nos últimos anos! Eles levarão a taça e nós ficaremos com nossos estádios superfaturados” detonou o ex-jogador, antes de concluir dizendo que “essa será a taça da vergonha”.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!